Axiom Space

Axiom Space, Inc. é uma empresa privada Norte-Americana, produtora para a Estação Espacial Internacional e provedora de serviçoes baseada em Houston que planeja construir e operar a primeira estação espacial comercial. Foi estabelecida em 2016 por Michael T. Suffredini e Kam Kam Ghaffarian.[2][3][4][1] A empresa tem mais de 60 empregados, muitos com experiência da NASA e de seus contratantes.

Axiom Space, Inc.
Empresa privada
Atividade Aeroespacial
Fundação 2016; há 5 anos
Fundador(es) Michael Suffredini
Kam Ghaffarian [1]
Sede Houston, Estados Unidos
Pessoas-chave Michael Suffredini
(Fundador e CEO)
Empregados +60
Produtos Módulos orbitais
Estação espacial comercial
Serviços Voo espacial tripulado
Website oficial axiomspace.com

MissõesEditar

 Ver artigo principal: Axiom Mission 1

Estação espacial comercial da AxiomEditar

Em 2018, a Axiom contratou o design francês Philippe Starck, filho de um engenheiro aeroespacial e entusiasta espacial, para projetar o interior dos futuros módulos de habitação da Estação Axiom. Renderizações do habitat mostram uma câmara com paredes acolchoadas e cheias de milhares de LEDs que mudam de cor.[5]

Axiom planeja mandar turistas para a ISS com voos comprados da SpaceX. Em 2020, a Axiom fez um contrato com a SpaceX para seu primeiro voo em 2022.[6]

Parceria com a NASAEditar

No dia 27 de janeiro de 2020 a NASA anunciou que havia dado permissão para a Axiom Space lançar até três módulos e acopla-los na Estação Espacial Internacional. O primeiro módulo poderá ser lançado até 2024; é proposto que este seja acoplado na porta dianteira do módulo Harmony, apesar disso precisar a realocação do PMA-2 e IDA-2. Axiom Space planeja acoplar até dois módulos adicionais ao seu primeiro e mandar astronautas comerciais para habitá-los.[1]

Até a aposentadoria da ISS, o módulo Axiom receberá dois elementos adicionais, incluindo um módulo de energia e térmico com uma câmara de descompressão, cujo conjunto funcionará como a Estação Espacial Comercial da Axiom.[7] Axiom planeja realizar treinos para astronautas comerciais, receber parceiros governamentais e comerciais, como também turistas espaciais. O preço para uma permanência de oito dias na ISS será de $55 milhões, também incluindo 15 semanas de treino. Axiom manterá pelo menos um astronauta continuadamente na estação, que será capaz de realizar pesquisas e cuidar da estação.[8] A estação terá amenidades como WI-FI de alta velocidade, telas de vídeo, janelas de imagens e uma cupola de vidro — a qual a Axiom chama de "o maior observatório de janelas construido no espaço".[9]

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. a b c «NASA selects Axiom Space to build commercial space station module». SpaceNews.com. 28 de janeiro de 2020. Consultado em 14 de fevereiro de 2020 
  2. «1st Private Space Station Will Become an Off-Earth Manufacturing Hub». Space.com. Consultado em 25 de janeiro de 2018 
  3. «Axiom Space». Axiom Space. Consultado em 25 de janeiro de 2018 
  4. Sheila Marikar (9 de junho de 2018). «The Rich Are Planning to Leave This Wretched Planet». The New York Times 
  5. «French designer creates womblike habitat for space tourists». NBC News. Consultado em 1 de julho de 2018 
  6. published, Elizabeth Howell (9 de março de 2022). «Axiom Space Ax-1 mission: The first all-private crew to the International Space Station». Space.com (em inglês). Consultado em 14 de março de 2022 
  7. «Axiom Space - Axiom Commercial Space Station». Axiomspace Jan2020. Consultado em 14 de fevereiro de 2020 
  8. Colangelo, Anthony. «Episode T+147: Mike Suffredini, President & CEO of Axiom». Main Engine Cut Off. Consultado em 14 de fevereiro de 2020 
  9. Corbett, Tobias (27 de janeiro de 2020). «NASA selects Axiom Space to build commercial space station segment». NASASpaceflight.com