Astronauta comercial

Astronauta comercial
Tipo
Setor de atividade
Competências
Campos de trabalho
Empregos relacionadas

Um astronauta comercial é uma pessoa treinada para comandar, pilotar ou servir como tripulante de uma nave espacial. Isso é diferente de outros astronautas não governamentais, por exemplo Charles Walker, que voa representando uma organização não governamental, mas com financiamento e/ou treinamento vindo de fontes governamentais.

Critério editar

A definição de “astronauta” e o critério para determinar quem realizou um voo espacial tripulado, varia; A FAI define o voo espacial como qualquer voo acima dos 100km de altura. Nos Estados Unidos, astronautas profissionais, militares e comerciais que voam acima de uma altitude de 80km são elegíveis para o recebimento da asa de astronauta. Até 2003, viajantes espaciais profissionais eram patrocinados e treinados unicamente por governos, seja pelos militares ou por agências espaciais civis. Entretanto, com o primeiro voo suborbital do programa privado Scaled Composites Tier One em 2004, a categoria de astronauta comercial foi criada.[1] O próximo programa comercial a atingir um voo suborbital foi o programa SpaceShipTwo da Virgin Galactic em 2018.[2] Os critérios para o status de astronauta comercial em outros países ainda estão para serem tornados públicos.

Em 2021, com o substancial aumento do voo espacial comercial—com os voos suborbitais com passageiros tanto da Virgin Galactic e New Shepard em julho e o primeiro voo orbital particular da SpaceX em setembro de 2021—os papeis e funções das pessoas que forem ao espaço estarão expandindo. Os critérios para uma designação maior do nome "astronauta" se tornou aberto a interpretação. Até mesmo nos EUA, a "FAA, Exército e a NASA tem definições diferentes sobre o assunto e nenhuma delas se encaixa perfeitamente com o que [a Blue Origin e Virgin Galactic] estão fazendo."[3] É até possível que pela definição de astronauta comercial da FAA, os participantes de uma empresa recebam as asas enquanto a da outra não.[3] O SpaceNews relatou que "a Blue Origin premiou a própria versão das asas de astronauta" para os quatro participantes do voo com passageiros, mas não é claro se elas se incluem na classificação da FAA.[4]

Classificação de astronauta comercial da FAA editar

Com o surgimento de empresas de voo espacial comercial nos EUA, a FAA enfrentou o desafio de desenvolver um processo de certificação para pilotos de naves comerciais. O Commercial Space Launch Act de 1984 estabeleceu o Office of Commercial Space Transportation e requiriu que as empresas obtivessem uma licença de lançamento para veículos, mas na época o voo comercial tripulados - e o licenciamento de tripulantes - não foi considerado. O Commercial Space Launch Amendments Act levou à criação de um esboço de diretrizes pela FAA em fevereiro de 2005 para a administração certificações para veículos e tripulates.[5][6] Atualmente, a FAA não liberou uma diretriz regulatória formal para a emissão de um Certificado de Astronauta Comercial, mas como uma medida interina, estabeleceu a pratica de premiar "Asas de Astronautas Comerciais" para pilotos que demonstraram a proficiência requisitada. O conteúdo de 14 CFR Part 460 deixa implícito que um instrumento de classificação é que um certificado médico de segunda classe emitido em até 12 meses antes do voo proposto seja incluído como padrão mínimo.

O Programa de Asas de Astronauta Comercial da FAA é projetado para reconhecer o voo de tripulantes que avancem a missão da FAA de promover a segurança de veículos projetados para o transporte de humanos. Asas de Astronauta são dadas para tripulantes que demonstraram um voo seguro de ida e volta numa missão licenciada pela FAA/AST. Para serem elegíveis para as Asas de Astronauta, os nomeados devem ter os seguintes critérios e devem enviar uma aplicação para a FAA:[7]

  • Deve ser um voo licenciado pela FAA;
  • Deve ter os requerimentos para as qualificações e treinamento de tripulantes dentro do Título 14 do Código de Regulações Federais, Parte 460; e
  • Deve demonstrar um voo além de 80 quilômetros acima da superfície da Terra como tripulantes de um veículo de lançamento e reentrada licenciado ou permitido pela FAA.

Asas de Astronautas editar

O emblema das primeiras Asas de Astronauta Comercial emitido em 2004 tinha em seu centro um globo verde, um fundo azul, com o simbolo de astronauta com três pontos sobreposto no topo. Em amarelo ao redor do globo estão as palavras "Commercial Space Transportation" em maiúsculo. Num anel dourado ao redor do fundo azul estão as palavras "Department of Transportation Federal Aviation Administration" em preto. Começando com as asas premiadas para voos em 2018, o design foi simplificado para ser somente o simbolo de astronauta, cercado pelas palavras "Commercial Space Transportation", em dourado num fundo preto.

Ano de premiação País Asas de Astronauta Comercial
2004 EUA  
2018 - atualmente EUA  

Lista de Astronautas Comerciais editar

# Nome Veículo Empresa Premiador Data de qualificação Altitude máxima Notas
1 Mike Melvill SpaceShipOne Scaled Composites FAA 21 de junho de 2004 100,124 km Primeiras Asas de Astronauta Comercial; voo 15P
2 Brian Binnie SpaceShipOne Scaled Composites FAA 4 de outubro de 2004 112,01 km Voo 17P
3 Mark Stucky SpaceShipTwo Unity Virgin Galactic FAA 13 de dezembro de 2018 82,7 km Voo VP-03
4 CJ Sturckow SpaceShipTwo Unity Virgin Galactic FAA 13 de dezembro de 2018 82,7 km Primeiro a ter tanto as Asas de Astronauta da NASA (STS-88) e de Astronauta Comercial (voo VP-03)
5 David Mackay SpaceShipTwo Unity Virgin Galactic FAA 22 de fevereiro de 2019 89,9 km Primeira pessoa nascida na Escócia a ir ao espaço; voo VF-01
6 Michael Masucci SpaceShipTwo Unity Virgin Galactic FAA 22 de fevereiro de 2019 89,9 km Voo VF-01
7 Beth Moses SpaceShipTwo Unity Virgin Galactic FAA 22 de fevereiro de 2019 89,9 km Primeira passageira, primeira mulher (Instrutora-chefe de astronautas e gerente do programa de interiores); voo VF-01

Ver também editar

Referências editar

  1. «SpaceShipOne». National Air and Space Museum (em inglês). 20 de março de 2016. Consultado em 12 de junho de 2019 
  2. Virgin Galactic flies its first astronauts ...
  3. a b Kramer, Miriam (20 de julho de 2021). «New wrinkle for space tourism: Deciding who counts as an astronaut». Axios. Consultado em 21 de julho de 2021 
  4. Foust, Jeff (20 de julho de 2021). «New Shepard astronauts rave about suborbital spaceflight experience as Bezos faces backlash». SpaceNews. Consultado em 21 de julho de 2021 
  5. Commercial Space Flight - New Legislation and the Industry and Developments which Impact Commercial Airports, FAA NW Mountain Region 2005-04-05, accessed 2007-02-20[ligação inativa]
  6. «IAC-13-E6.4.5 – INDUSTRY STANDARDS FOR COMMERCIAL SPACE TRANSPORTATION» (PDF) 
  7. Price, Henry J. «Fact Sheet – Commercial Space Transportation Activities». Federal Aviation Administration. Consultado em 22 de fevereiro de 2019    Este artigo incorpora texto desta fonte, que está no domínio público.