Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para o DVD, veja Djavan Ao Vivo - DVD.
Ao Vivo
Álbum ao vivo de Djavan
Lançamento 23 de novembro de 1999
Gravação 14 e 18 de Julho de 1999, no Teatro João Caetano, Rio de Janeiro
Gênero(s)
Formato(s) CD
Gravadora(s) Sony Music
Produção Djavan
Cronologia de Djavan
Bicho Solto
(1998)
Ao Vivo
(2001)

Ao Vivo é o primeiro álbum ao vivo do cantor brasileiro Djavan, lançado em 23 de novembro de 1999.[1] É um álbum duplo gravado ao vivo no Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro, em julho de 1999, em comemoração aos 25 anos de carreira de Djavan. O álbum inclui duas canções inéditas: "Acelerou" e "Um Amor Puro", que tornaram-se sucessos nas rádios brasileiras. No dia 11 de fevereiro de 2014, o álbum foi disponibilizado no iTunes.[2] Aclamado pela crítica, o álbum também foi um sucesso de vendas, rendando ao cantor seu primeiro disco de diamante, além de ter recebido três Prêmios Multishow, incluindo Melhor CD, Melhor Show e Melhor Cantor.[3]

Índice

RecepçãoEditar

CríticaEditar

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
AllMusic       (disco 1)[4]
AllMusic       (disco 2)[3]
Notas Musicais       (discos 1 e 2)[5]

O álbum foi aclamado pelos críticos de música. Alvaro Neder do AllMusic avaliou o disco 1 com 4 de 5 estrelas, destacando que as melhores canções são as puras, quentes e fortes, como o samba suingue de "Serrado" e "Flor de Lis", a balada melodia de "Amar é Tudo", o funk-reggae "Azul" e "Seduzir", que possui solos de jazz. No geral, Alvaro destacou que o disco 1 é um típico lançamento de Djavan.[4] Entretanto, ao avaliar o segundo disco, o crítico avaliou-o com 4.5 de 5 estrelas, dando ênfase às baladas pop "Pétala," "Meu Bem-querer," e "Um Amor Puro"; ao reggae "Cigano"; as "funkeadas" "Boa Noite" e "Eu Te Devoro"; a triste "Faltando Um Pedaço"; a versão pop/rock de "Lilás"; e o soul "Acelerou." Ele também destacou que o "animado samba" "Fato consumado" merecia menção especial, por ser interpretada ao violão com um trombone de gafieira sendo acrescentado no fim.[3] Mauro Ferreira do site "Notas Musicais" também avaliou o álbum com 4.5 de 5 estrelas, dando destaque à "explosão de popularidade e vendas" que o álbum obteve.[5]

ComercialEditar

O álbum foi um sucesso de vendas, recebendo certificado de diamante, por vendas que excederam 1 milhão de cópias, tendo a junção do volume 1, que recebeu certificado duplo de platina, e do volume 2, que também recebeu certificado de platina duplo.[6]

FaixasEditar

Todas as canções escritas e compostas por Djavan. 

CD1
N.º Título Duração
1. "Samurai"   5:30
2. "Azul"   4:19
3. "Meu Bem-Querer"   4:14
4. "Nem Um Dia"   5:35
5. "Álibi"   3:33
6. "Cigano"   5:07
7. "Serrado"   4:58
8. "Oceano"   3:37
9. "Açaí"   4:32
10. "Fato Consumado"   3:39
11. "Flor de Lis"   3:56
12. "Amar é Tudo"   3:32
Duração total:
52:32
CD2
N.º Título Duração
1. "Faltando Um Pedaço"   4:27
2. "Esquinas"   4:28
3. "Eu te Devoro"   5:08
4. "Seduzir"   4:49
5. "Se..."   4:47
6. "A Carta"   5:49
7. "Boa Noite"   5:40
8. "Sina"   4:19
9. "Pétala"   4:21
10. "Lilás"   4:33
11. "Acelerou"   4:43
12. "Um Amor Puro"   5:26
Duração total:
58:30

Edição CDs simplesEditar

CD 1
  1. Samurai
  2. Nem um Dia
  3. Oceano
  4. Açaí
  5. Serrado
  6. Flor de Lis
  7. Amar é Tudo
  8. Azul
  9. Seduzir
  10. A Carta
  11. Sina
  12. Acelerou
  13. Um Amor Puro
CD 2
  1. Pétala
  2. Meu Bem-Querer
  3. Cigano
  4. Boa Noite
  5. Fato Consumado
  6. Faltando um Pedaço
  7. Álibi
  8. Esquinas
  9. Se...
  10. Eu Te Devoro
  11. Lilás
  12. Acelerou
  13. Um Amor Puro

Músicos participantesEditar

  • André Vasconcellos: baixo
  • Max Viana: guitarra, violão e vocais em "Se..."
  • João Castilho: guitarra, violão e vocais em "Se..."
  • Carlos Bala: bateria
  • Paulo Calasans: teclados
  • Marcelo Martins: sax e flauta
  • Walmir Gil: trompete e flugelhorn
  • François Lima: trombone
  • Beth Bruno, Cecília Spyer e Flávia Virgínia: vocais de apoio

Ficha técnicaEditar

  • Produzido por: Djavan
  • Assistente de produção: Max Viana
  • Coordenação de produção: Bruno Batista
  • Produção executiva: Mara Rabello
  • Direção Artística: Ronaldo Viana
  • Unidade móvel de gravação: ARP/Roberto Marques
  • Engenheiros de gravação: Márcio Gama e Zorro
  • Engenheiro de gravação e mixagem: Márcio Gama
  • Edições Pro-Tools: Lulu Farah e Florencia Saravia
  • Assistentes de estúdio: Max Almeida, Eduardo Carvalho e Sérgio Silva
  • Programação looping em "Acelerou": Renato Fonseca
  • Masterização: Ricardo Garcia / Magic Master
  • Projeto gráfico: Gualter Pupo e João Bonelli
  • Coordenação gráfica: Carla Framback
  • Fotos: Márcia Ramalho
  • Fotografia adicional: Daniela Dacorso

Referências

  1. «Djavan - Ao Vivo (Duplo) de Djavan no Apple Music». iTunes. Consultado em 29 de julho de 2016 
  2. Mauro Ferreira (11 de fevereiro de 2014). «De volta à Sony Music, Djavan põe no iTunes toda a discografia na gravadora». Notas Musicais. Consultado em 29 de julho de 2016 
  3. a b c Alvaro Neder. «Ao Vivo, Vol. 2 - Djavan - AllMusic». AllMusic. Consultado em 29 de julho de 2016 
  4. a b Alvaro Neder. «Ao Vivo, Vol. 1 - Djavan - AllMusic». AllMusic. Consultado em 29 de julho de 2016 
  5. a b Mauro Ferreira (1 de dezembro de 2014). «Reedições de discos de Djavan ganham no som e perdem na arte gráfica». Notas Musicais. Consultado em 29 de julho de 2016 
  6. Alvaro Neder. «Certificados Djavan». Associação Brasileira de Produtores de Disco. Consultado em 29 de julho de 2016 
  Este artigo sobre um álbum de Djavan é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.