Abrir menu principal

"Bandido" foi a canção (com música de Raúl Orellana e Jaime Stinus e letra de José Luis Abel) que representou a Espanha no Festival Eurovisão da Canção 1990, em Zagreb. Orquestrada por Eduardo Leiva e cantada por Azúcar Moreno, foi a primeira canção apresentada na noite do evento, sendo seguida por "Horis skopo", da Grécia, interpetada por Christos Callow & The Wave.

A canção espanhola terminou o festival classificada em quinto lugar, recebendo um total de 96 pontos. Apenas a Alemanha atribuiu a "Bandido" a máxima pontuação (12 pontos).

Índice

SeleçãoEditar

Televisión Española (TVE), o organismo de radiodifusão nacional da Espanha, utilizou um processo de seleção interna para escolher a banda Azúcar Moreno. A canção eleita para as acompanhar a Zagreb, na Croácia (então Jugoslávia), foi produzida por Raúl Orellana, um dos mais respeitados produtores de música de baile em Espanha. O estúdio de gravação inclui uma introdução chamada "Ladies and gentlemen, it's showtime at the Apollo Theater. Everybody, the hardest-working man in show business", de James Brown do álbum de 1963 " Live at the Apollo".

LetraEditar

A canção fala sobre um "bandido" que rouba o amor às raparigas só para deixá-las sem nada, exceto dor e tristeza. No coro, as irmãs dizem que o bandido, com os olhos e mentiras, roubo-lhes "o sangue e a vida dos dos seus corações".[1] A canção também é conhecida por ter uma das maiores introduções instrumentais da história do Festival Eurovisão da Canção: 45 segundos de um total de 3 minutos de 3 minutos. Musicalmente é de estilo flamenco.

Problemas técnicosEditar

Uma falha técnica fez com que a interpretação tivesse um atraso, a música começou mais tarde que o normal. As duas cantoras (irmãs) iniciaram a sua coreografia mas a gravação musical falhou e as pobres cantoras deixaram de cantar e reclamaram junto dos técnicos de som. Finalmente, a canção foi executada na perfeição durante os três minutos, nos quais se fez silêncio no pavilhão onde teve lugar o festival.

Em 2003, a BBC, elegeu "Bandido", e todos os eventos e as dificuldades que rodearam a execução, como um dos momentos mais memoráveis na história da Eurovisão.[2]

Êxito depois do FestivalEditar

Depois do Festival Eurovisão da Canção 1990, "Bandido", foi lançado como single e álbum com o título homónimo em Espanha, Europa e América Latina, lançando as duas irmãs na fama internacional.[3]

Referências

  1. «Bandido Letra em Diggiloo Thrush» 
  2. «Eurovision Song Contest 2003, Highlights». BBC. 24 de maio de 2003. Consultado em 19 de setembro de 2008 
  3. Bonacich, Drago. «Azúcar Moreno - Biography». Yahoo. Consultado em 19 de setembro de 2008 

 , "Bandido", canção da Espanha no Festival Eurovisão da Canção 1990.