Barros e Vasconcelos

Benedito de Barros e Vasconcelos[1], mais conhecido como Barros e Vasconcelos (Maranhão, 31 de julho de 1879 - Rio de Janeiro, 10 de maio de 1955) foi um escritor, juiz, poeta e desembargador maranhense. Foi fundador da cadeira 20 da Academia Maranhense de Letras, cujo patrono é Trajano Galvão. [2]

Barros e Vasconcelos
Nome completo Benedito de Barros e Vasconcelos
Nascimento 31 de julho de 1879
Maranhão
Morte 10 de maio de 1955 (75 anos)
Rio de Janeiro (RJ)
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Escritor e magistrado

ObrasEditar

  • Redenção (1917)
  • O Parnahiba no Maranhão[3] (1926)

Referências

  1. «B. de Vasconcelos». Portal UFSC. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  2. «Barros e Vasconcelos». AML. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  3. «O Parnahiba no Maranhão / Benedito de Barros e Vasconcellos». IHGB. Consultado em 7 de janeiro de 2019 


Precedido por
Trajano Galvão
(patrono)
  AML - fundador da cadeira 20
1917 — 1955
Sucedido por
Conceição Neves Aboud