Abrir menu principal

Basic (filme)

filme
Basic
Básico[1] (PT)
Violação de Conduta[2][3] (BR)
Pôster promocional
 Estados Unidos  Alemanha
2003 •  cor •  98 min 
Direção John McTiernan
Produção Mike Medavoy
Michael Tadross
Dror Soref
James Vanderbilt
Roteiro James Vanderbilt
Elenco John Travolta
Samuel L. Jackson
Connie Nielsen
Tim Daly
Giovanni Ribisi
Roselyn Sanchez
Taye Diggs
Harry Connick, Jr.
Brian Van Holt
Cristián de la Fuente
Dash Mihok
Gênero Mistério
Suspense
Música Klaus Badelt
Cinematografia Steve Mason
Edição George Folsey Jr.
Companhia(s) produtora(s) Phoenix Pictures
Intermedia Films
Distribuição Columbia Pictures
Lançamento Estados Unidos 28 de março de 2003
Portugal 22 de agosto de 2003
Alemanha 11 de setembro de 2003
Brasil 10 de outubro de 2003
Idioma Inglês
Orçamento US$50 milhões[4]
Receita US$42,792,561[5]
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Basic (br: Violação de Conduta / pt: Básico) é um filme teuto-americano de 2003, dos gêneros mistério e suspense, dirigido por John McTiernan e escrito por James Vanderbilt, estrelado por John Travolta, Connie Nielsen e Samuel L. Jackson.

Índice

SinopseEditar

  Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Durante um treinamento no Panamá, um grupo do exército desaparece. Paralelamente, existe a iminência de um grande furacão.

Na polícia, um investigador interroga os dois únicos sobreviventes e chegará a conclusão de que o grupo estava envolvido em atividades criminosas.

ElencoEditar

ProduçãoEditar

Os produtores de Basic queriam que Catherine Keener e Benicio Del Toro interpretassem, respectivamente, os personagens de John Travolta e Samuel L. Jackson inicialmente. Atores Andy Garcia, Barry Pepper e Joshua Jackson chegaram a ser sondados para atuar em Basic. No contrato de John Travolta para atuar em Basic constava uma cláusula que obrigava a produção a disponibilizar para ele 8 camisas da grife Armani por dia de filmagem. O roteirista James Vanderbilt recebeu US$ 400 mil pelos direitos da história.[6] Cada vez que alguém conta a história, ela é contada de forma diferente. É uma referência ao filme Rashomon, de 1950, onde cada pessoa dá um versão diferente dos mesmos acontecimentos. Para dar a Roselyn Sanchez a postura correta, o diretor John McTiernan fez ela vestir um saco de areia em frente a barriga e ao mesmo tempo mandou-a imaginar-se como uma vedete de shows em Las Vegas.

RecepçãoEditar

O filme arrecadou $26,793,311 nos EUA.[5] As críticas foram principalmente negativo. O filme recebeu uma classificação de 21% "frescos" (positivo) comentários dos críticos agregados por Rotten Tomatoes.[7] A maioria dos comentários criticam o filme. Roger Ebert deu-lhe uma estrela de quatro e escreveu que "não era um filme que poderia ser entendido", e que "Se eu fosse vê-la de novo e de novo, eu poderia ser capaz de extrair uma lógica subjacente a partir dele, mas o problema é que, quando um filme não é digno de ser visto duas vezes, era melhor obter o trabalho feito na primeira vez".[8] Leonard Maltin's Movie Guide deu duas estrelas de quatro e escreveu que o filme" continua a adicionar camadas de confusão, de modo que torna-se menos interessante como ele vai junto! O "twist" final parece negar toda a história, como uma piada de histórias da carochinha".[9]

  A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. «Básico» (em português) no DVDpt (Portugal)
  2. Violação de Conduta (em português) no AdoroCinema (Brasil)
  3. Violação de Conduta no InterFilmes (Brasil)
  4. «Movie Basic». The Numbers. Consultado em 21 de agosto de 2011. 
  5. a b «Basic (2003)». Box Office Mojo. Consultado em 21 de agosto de 2011. 
  6. Basic no AdoroCinema
  7. Basic Rotten Tomatoes
  8. Basic rogerebert.com
  9. Leonard Maltin's 2008 Movie Guide, New York: Signet, 2007, ISBN 978-0-451-22186-5, p. 90

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.