Abrir menu principal
Leopoldo Amaral
Nascimento 15 de outubro de 1893
Belém
Morte 15 de outubro de 1965 (72 anos)
Cidadania Brasil
Ocupação político
Empregador Universidade Federal da Bahia

Leopoldo Afrânio Bastos do Amaral, mais conhecido como Leopoldo Amaral (Belém, 15 de outubro de 1893Salvador, 15 de outubro de 1965) foi um engenheiro, jornalista, professor e político brasileiro, radicado na Bahia, havendo sido interinamente prefeito da capital daquele estado e interventor federal na Bahia, de 1 de novembro de 1930 a 18 de fevereiro de 1931.

BiografiaEditar

Filho do militar do Exército José do Amaral e de Benvinda Bastos do Amaral, formou-se engenheiro geógrafo pela Escola Politécnica da Bahia no ano de 1913; ainda estudante fora nomeado pelo então governador J. J. Seabra diretor da Estrada de Ferro de Nazaré, cargo que ocupou entre 1912 a 1916.[1] Em 1951 graduou-se engenheiro civil.[1]

Em 1929 integrou a Aliança Liberal, movimento que no ano seguinte levou ao poder Getúlio Vargas que, então, o nomeou prefeito de Salvador mas logo o fez interventor no governo estadual, substituindo o general Ataliba Jacinto Osório, exercendo a função até a posse do interventor definitivo Artur Neiva em fevereiro de 1931.[1]

Retornou a função pública em 1942 como assessor da Coordenação de Mobilização Econômica, organismo federal criado pela ditadura Vargas para fazer frente às dificuldades financeiras do país durante a II Guerra Mundial, e que existiu até 1945 com o fim do conflito.[1]

A partir de então dedicou-se exclusivamente ao magistério, lecionando no Ginásio da Bahia e na Escola Politécnica, entidade pela qual foi o responsável por sua federalização; foi o fundador e primeiro diretor da Faculdade de Arquitetura da Bahia.[1]

Como articulista laborou junto aos periódicos O Jornal e Imparcial.[1]

Foi esposo de Blandina Castro do Amaral, junto a quem teve onze filhos.[1]

Referências

  1. a b c d e f g Institucional (s/d). «Amaral, Leopoldo» (PDF). Cpdoc - Fundação Getúlio Vargas. Consultado em 29 de julho de 2016 
Precedido por
Ataliba Jacinto Osório
Interventor federal na Bahia
1930 — 1931
Sucedido por
Artur Neiva
Precedido por
Tirso Simões de Paiva
Prefeito interino de Salvador
1930
Sucedido por
Tirso Simões de Paiva