Abrir menu principal

Batalha de Serres (1205)

Disambig grey.svg Nota: Para a batalha realizada em 1196 no mesmo local, veja Batalha de Serres.
Batalha de Serres
Guerras búlgaro-latinas
Data junho de 1205 (814 anos)
Local Serres
Desfecho Vitória búlgara
Beligerantes
Segundo Império Búlgaro Império Búlgaro Império Latino Império Latino
Comandantes
Segundo Império Búlgaro czar Joanitzes Império Latino Desconhecido
Forças
Desconhecida Desconhecida
Baixas
Leves Pesadas
Serres está localizado em: Grécia
Serres
Localização de Serres no que é hoje a Grécia

A Batalha de Serres (em búlgaro: Битка при Сяр) foi travada em junho de 1205 na cidade de Serres (Syar), na moderna Grécia, entre o Império Búlgaro e o Império Latino, terminando em vitória búlgara.

Origens do conflitoEditar

Depois de uma grande vitória na Batalha de Adrianópolis, em 1205, os búlgaros passaram a controlar a maior parte da Trácia bizantina, com exceção de um conjunto de grandes cidades maiores, fortificadas, que o tsar Joanitzes queria capturar. Em junho do mesmo ano, ele marchou com seu exército para o sudoeste, na direção dos domínios de Bonifácio I de Monferrato, o rei de Tessalônica e vassalo do Império Latino.

A batalhaEditar

A primeira cidade no caminho do exército búlgaro era Serres. Os cruzados tentaram lutar nas proximidades da cidade, mas foram derrotados e tiveram que recuar. Durante a retirada, os búlgaros se aproveitaram para invadir a cidade, cercando os latinos remanescentes na cidadela. Nas negociações que se seguiram, Joanitzes concordou em dar-lhes um salvo-conduto até a fronteira búlgaro-húngara. Porém, assim que a guarnição se entregou, os cavaleiros foram mortos e apenas a população foi poupada.

ConsequênciasEditar

O sucesso da campanha de 1205 terminou com a captura de Filipópolis (Plovdiv) - seus cidadãos desejavam se unir à Bulgária, mas a nobreza bizantina, liderada por Aleixo Aspieta, resistia. Depois que Joanitzes tomou a cidade, seus muros foram destruídos e Aspieta, enforcado. No ano seguinte, a guerra contra o Império Latino e a nobreza bizantina local continuou e o exército cruzado foi novamente derrotado na Batalha de Rusião.

BibliografiaEditar

  • Йордан Андреев, Милчо Лалков, Българските ханове и царе, Велико Търново, 1996.