Abrir menu principal
Batalha do Lago Benaco
Guerras germânicas
Lago di Garda 0195.JPG
Lago Garda (antigo Benaco)
Data 268 ou início de 269
Local Lago Garda, na moderna Itália
Desfecho Vitória decisiva romana[1]
Beligerantes
  Tribos alamanas Império Romano Império Romano
Comandantes
  Desconhecido   Cláudio II
Império Romano Aureliano
   
Lago Benaco está localizado em: Itália
Lago Benaco
Localização do Lago Benaco no que é hoje a Itália

A Batalha do Lago Benaco foi travada às margens do lago Garda, no norte da Itália, que era conhecido na época como Benaco (em latim: Benacus), no ano de 268[2] ou início de 269[1] entre o exército romano, comandado pelo imperador Cláudio II e as tribos germânicas dos alamanos e jutungos.[1]

ContextoEditar

Em 268, os alamanos, que já vinham realizando incursões ao território romano desde o início do reinado de Marco Aurélio, invadiram o império atravessando o Danúbio e cruzaram os Alpes. As disputas de poder em Mediolano (a moderna Milão) por causa da revolta de Auréolo, o assassinato de Galiano e o consequente confronto entre ele e Cláudio II, que havia sido nomeado imperador em seu leito de morte, forçaram os romanos a retirar as tropas que guardavam a fronteira.[1] Depois de derrotar e assassinar o rival num cerco à cidade de Mediolano, Cláudio levou seu exército e o que restava das forças de Auréolo para o norte para enfrentar os germânicos.[1][3][4]

Batalha e consequênciasEditar

Não se conhecem os detalhes sobre a batalha, mas o futuro imperador Aureliano certamente teve nela um papel preponderante.[1] Depois de uma vitória decisiva, segundo os relatos, Cláudio assumiu o título de Germânico Máximo.[1][3] A maior parte do exército germânico foi destruída no campo de batalha e os sobreviventes foram expulsos do império.[4] Cláudio retornou para Roma depois da batalha para cuidar dos assuntos de estado.[3] Os alamanos retornaram à Itália em 271 e venceram Aureliano na Batalha de Placência,[2] mas acabaram derrotados novamente (e definitivamente) na Batalha de Fano.

Referências

  1. a b c d e f g Watson, Alaric (1999). Aurelian and the Third Century, Routledge, 1999, ISBN 0-415-30187-4. p. 43
  2. a b Jacques, Tony (2007). Dictionary of Battles and Sieges: F-O. [S.l.]: Greenwood. p. 562 
  3. a b c A'Beckett, William (1836). A Universal Biography. [S.l.]: Isaac, Tuckey, and Company. p. 825 
  4. a b Bathurst, C. (1780). An Universal History: From the Earliest Accounts to the Present Time, Part 1, Volume 14. [S.l.: s.n.] p. 20