Beatriz Enríquez de Arana

Beatriz Enríquez de Arana (Santa María de Trassierra, Córdova, 1467Santa María de Trassierra, Córdova, 20 de maio de 1521), foi companheira de Cristóvão Colombo e mãe do seu filho Fernando Colombo.

Beatriz Enríquez de Arana
Nascimento Beatriz Enríquez de Arana
1465
Córdova
Morte 20 de maio de 1521
Córdova
Cidadania Espanha
Filho(s) Fernando Colombo
Ocupação explorador
Religião Igreja Católica, Igreja Católica de Rito Latino

Beatriz era filha de Pedro de Torquemada e de Ana Nuñez de Arana, oriunda de uma família pobre e humilde, mas honrada. Segundo se crê, a sua relação com Colombo teria tido lugar quando este ainda era casado.[1] Colombo chega pela primeira vez a Córdova em 20 de janeiro de 1485, tendo então Beatriz de idade entre 15 a 20 anos. Seria, possivelmente uma das criadas do albergue onde se hospedou.[1]

No Inverno de 1487/1488 Colombo teve um caso amoroso com Beatriz, a qual dá à luz, a 15 de agosto de 1488, Fernando Colombo. Após o nascimento do filho, Colombo vai a Portugal, possivelmente devido ao falecimento de sua mulher Filipa Moniz.[1]

No seu testamento Colombo deixa a Beatriz a renda anual de 10.000 maravedis, possivelmente como reparação pelos danos causados à sua honra. Colombo protegeu igualmente alguns dos seus parentes, tendo levado nas suas expedições Diego e Pedro de Arana, primos de Beatriz.[1]

Notas

  1. a b c d Vide "Datos nuevos referentes a Beatriz Enríquez de Arana y los Aranas de Córdoba..." na Biblioteca Virtual Miguel Cervantes (2006)

ReferênciasEditar

  Este artigo sobre História da Espanha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.