Beauveria bassiana

Beauveria bassiana é um fungo que existe naturalmente nos solos de todo o mundo. Causa uma doença fatal em vários insetos agindo como um parasita; pertencendo deste modo ao grupo de fungos entomopatogênicos. A espécie foi nomeada em homenagem ao entomologista italiano Agostino Bassi, que descobriu em 1835 ser a causa da doença muscardina que atacava e matava o domesticado bicho-da-seda. Espécies de Beauveria são fungos entomopatogênicos brancos. Estas formam conídios unicelulares que são tipicamente hidrofóbicos e muito pequenos. Os conídios são formados holoblasticamente de células conidiogêneses infladas basalmente. Após a produção de um conídio, a célula conidiogênese alonga antes de produzir outro conídio em cima de um pequeno dentículo. O resultado é a formação de um distinto, esbelto, eixo em zig-zag. Colônias de espécies de Beauveria são tipicamentes brancas ou incolores em meios de cultura artificiais. Espécies de Tritirachium assemelham-se a espécies de Beauveria em ter células conidiogêneses em zig-zag, mas diferem pela falta de dentículos conspícuos e na produção de colônias nos tons amarelo-marrom ao roxo. Espécies de Beauveria são comumente encontradas associadas com insetos ou em seus habitats, incluindo solos e habitações privadas. B. bassiana, o membro mais amplamente estudado deste gênero, tem sido desenvolvido como um pesticida biológico para vários insetos pragas.

Como ler uma infocaixa de taxonomiaBeauveria bassiana
B. bassiana sobre uma larva
B. bassiana sobre uma larva
Classificação científica
Reino: Fungi
Filo: Ascomycota
Classe: Sordariomycetes
Ordem: Hypocreales
Família: Cordycipitaceae
Género: Beauveria
Espécie: B. bassiana
Nome binomial
Beauveria bassiana
(Bals.-Criv.) Vuill.

ReferênciaEditar

  Este artigo sobre fungos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

AnálisesEditar

Esse Fungo parece algodão :v