Beto (Monarquia Lusitana)

Beto sucede a Tago e faz parte da lista de reis lendários mencionados por vários autores portugueses e espanhóis, entre o Séc. XVI e XVIII, por exemplo, Florián de Ocampo ou Bernardo de Brito.

Bernardo de Brito atribui-lhe um período exacto (1825 a.C. - 1795 a.C.). O seu nome foi associado à Bética e ao Rio Guadalquivir, antes chamado Betis.

É descrito no Capítulo 8 da Monarchia Lusytana:

Do rei Beto, sexto rei de Espanha, e do que sucedeu em seu tempo em Lusitania.[1]

Precedido por
Tago
Monarquia Lusitana (lendário)
1825 a.C. - 1795 a.C.
Sucedido por
Gerião

ReferênciasEditar

  1. Brito, Bernardo de (1597). Monarchia Lusytana. [S.l.: s.n.]