Botânico (do grego botanikós, «das plantas») ou Biólogo Vegetal é o profissional habilitado por seu conselho de classe, no caso dos graduados em Ciências Biológicas (Biologia) ou também pesquisadores de outras áreas como Agronomia ou Engenharia Florestal ou até mesmo engenharia de bioprocessos e biotecnologia pós-graduados em biologia vegetal. É o profissional apto segundo o Conselho Federal de Biologia, à trabalhar em gestão de jardins botânicos, melhoramento genético de plantas, produção de mudas, paisagismo, Inventário, Manejo e Produção de Espécies da Flora Nativa e Exótica, Inventário, Manejo e Conservação da Vegetação e da Flora além de outras áreas da biologia vegetal aplicada e da própria biologia geral. [1] Também pode desempenhar pesquisas científicas envolvendo plantas em diversas áreas, tais como anatomia vegetal, fisiologia vegetal, taxonomia e sistemática vegetal, biologia da reprodução e polinização, etnobotânica, farmacobotânica, ecologia vegetal e outras áreas relacionadas ao estudo das plantas.

Áreas em que o botânico (biólogo vegetal) pode atuarEditar

  • Área acadêmica de ensino nas áreas acima citadas;
  • Laboratório de pesquisa
  • Jardim botânico
  • Empresas especializadas na criação e no cultivo de plantas
  • Horticultura
  • Nutrição vegetal
  • Cultura de tecidos de plantas
  • Biotecnologia vegetal
  • Crescimento e desenvolvimento vegetal
  • Fitopatologia
  • Ecologia vegetal
  • Bioquimica de plantas
  • Entre outras.