Branca de Monferrato

Branca de Monferrato, Bianca de Monferrato ou Branca Paleóloga de Monferrato (em italiano: Bianca dei Paleologi di Monferrato; 147230 de março de 1519)[1] foi duquesa consorte de Saboia e rainha titular de Chipre, Armênia e Jerusalém, através do casamento com Carlos I, Duque de Saboia. Era filha do marquês Guilherme VIII de Monferrato e de sua segunda esposa, Isabel Sforza.

Branca de Monferrato
Rainha titular de Chipre, Armênia e Jerusalém
Duquesa consorte de Saboia
Reinado 1 de abril de 148513 de março de 1490
Regente de Saboia
Reinado 13 de março de 149016 de abril de 1496
 
Nascimento 1472
Morte 30 de março de 1519 (47 anos)
  Igreja da Virgem Maria, Carignano, Itália
Cônjuge Carlos I, Duque de Saboia
Descendência Iolanda Luísa de Saboia
Carlos II, Duque de Saboia
Casa Paleóloga (por nascimento)
Saboia (por casamento)
Pai Guilherme VIII de Monferrato
Mãe Isabel Sforza

Após a morte do marido, foi regente do ducado de 1490 a 1496.

FamíliaEditar

Seus avós paternos eram o marquês João Jaime de Monferrato e Joana de Saboia. Seus avós maternos eram Francisco Sforza, Duque de Milão e sua segunda esposa, Branca Maria Visconti, de quem Branca recebeu o nome.

 
Representação de Branca e sua irmã, Joana, em detalhe do fresco O Martírio de Santa Margarida pintado entre 1474 e 1479 pelo Mestre de Crea localizado no santuário de Sacro Monte di Crea, em Serralunga di Crea.

Branca era descendente do imperador bizantino Andrónico II Paleólogo e de sua esposa Irene de Monferrato através da linhagem paterna.

Tinha uma irmã integral mais nova, Joana, esposa de Ludovico II, marquês de Saluzzo, e duas meia-irmãs por parte de pai e de amante desconhecida: Lucrécia, senhora de Bistagno, Monastero, Cassinasco e San Giorgo, foi casada duas vezes: primeiro com João Bartolomeu, marquês de Caretto e depois com Reinaldo de Este, filho ilegítimo de Nicolau III de Este, marquês de Ferrara; e Margarida, esposa de Heitor Aynard, senhor de Montfort.[2]

CasamentoEditar

Branca se casou com o duque Carlos em 1 abril de 1485. Ele era filho de Amadeu IX, Duque de Saboia e da princesa Iolanda da França.

Carlos morreu em 13 de março de 1490, em Pinerolo. Branca, então, passou a governar em nome do filho mais novo, Carlos II.

Porém, a regência durou pouco pois em 1496, Carlos morreu com apenas sete anos de idade.

FilhosEditar

MorteEditar

Em seu testamento de 12 de fevereiro de 1519, ela nomeou o filho Carlos como herdeiro, e declarou seu desejo de ser enterrada na Igreja da Virgem Maria, em Carignano.

AncestraisEditar

Precedida por
Branca Maria Sforza
 
Duquesa consorte de Saboia

1 de abril de 1485 - 13 de março de 1390
Sucedida por
Claudina de Brosse
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Branca de Monferrato

Referências