Abrir menu principal
Brasão de Goiás

O brasão do estado de Goiás é o emblema heráldico e um dos símbolos oficias do estado brasileiro de Goiás.[1]

Descrição heráldicaEditar

O brasão de armas de Goiás, em formato de coração, simboliza o estado que é considerado o coração do Brasil.[1]

A paisagem superior do escudo representa o território onde hoje se localiza a capital federal – Brasília.[1]

Os espécimes bovinos que se vêem nessa paisagem representam a principal produção do estado.[1]

Os ramos de café e de fumo e as hastes de arroz e de cana que aparecem no escudo representam também importantes produções de Goiás.[1]

O campo amarelo, com losango vermelho, representa a riqueza mineral de Goiás. No canto azul do escudo, vê-se o cometa Biela, representando o Rio Araguaia no ponto de seu curso em que, abrindo os dois braços, forma a Ilha do Bananal. Os anéis de cor amarela que circundam o coração em sentido vertical e outros da mesma cor com um intermediário escuro no sentido horizontal representam as principais bacias do estado (Tocantins-Araguaia) e os doze principais rios do estado que correm para o sul (São Marcos, Veríssimo, Corumbá, Meia Ponte, dos Bois, Claro, Verdinho, Corrente, Aporé, Sucuri, Verde e Pardo).[1]

O prato onde partem as labaredas, na parte inferior do escudo, lembra a descoberta de Goiás, quando Bartolomeu Bueno, ateando fogo em aguardente conteve, segundo a lenda, a ‘’sanha guerreira’’ do gentio Goiá.[1]

11/08/2018 - Serve a presente edição para incluir informações constantes no site da Escola Superior da Polícia Civil do Estado de Goiás, que fala do Brasão da Polícia Civil, no qual se insere o Brasão As Armas de Goiás, conforme transcrição abaixo:

"O Brasão da Polícia Civil  foi desenvolvido a partir do Brasão As Armas de Goiás, símbolo do Estado. Esse brasão foi projetado por Luiz Gaudie Fleuri e, após algumas modificações, adotado pelo do governo do presidente Dr. João Alves de Castro, conforme a Lei n.º650 de 30 de julho de 1919. Há duas interpretações sobre o brasão As Armas de Goiás, mas a versão oficial é a seguinte: “A figura central é composta de um coração, representando a posição central do Estado no coração do país, cingido por anéis que representam, horizontalmente, as três bacias principais do Estado – Amazônica, Platina e Francisca – e, verticalmente, os 12 principais rios do Estado que correm para o sul:  S. Marcos,  Veríssimo, Corumbá, Meia Ponte, Bois, Claro, Vermelho, Corrente, Aporé, Sucuri, Verde e Pardo. Na parte superior do coração há uma paisagem que representa o meio rural, com a silhueta bovina, denotando o potencial agropecuário goiano. Aliás, a capacidade agrícola é expressa ainda pelos ramos fumo, milho, arroz, café e cana-de-açúcar que ladeiam e encimam a figura central do brasão. A parte inferior é composta pela bateria do garimpeiro e a chama do fogo com a qual Bartolomeu Bueno assustou os índios ameaçando conseguir por fogo nas águas do rio. O cometa de Biela figura na parte inferior esquerda do coração representando o Rio Araguaia e à direita um vermelho sobre campo amarelo, representando por um losango o ouro aqui encontrado.” (Site do Governo de Goiás)" (http://espc.policiacivil.go.gov.br/o-brasao-da-policia-civil/)

Referências

  1. a b c d e f g Governo de Goiás. «Símbolos nacionais e de Goiás». Superintendência Executiva de Cultura. Consultado em 24 de janeiro de 2017. Cópia arquivada em 24 de janeiro de 2017 
Brasões das unidades federativas do Brasil
 
AC
 
AL
 
AP
 
AM
 
BA
 
CE
 
DF
 
ES
 
GO
 
MA
 
MG
 
MS
 
MT
 
PA
 
PB
 
PE
 
PI
 
PR
 
RJ
 
RN
 
RO
 
RR
 
RS
 
SC
 
SE
 
SP
 
TO
  Este artigo sobre heráldica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.