Brasão de armas da Colômbia

O Brasão das armas da Colômbia foi adotado pela Lei 3 de 9 de maio de 1834 pelo congresso de Nova Granada. As cores foram escolhidas em 20 de julho de 1861 por Tomás Cipriano Mosquera.

O Brasão

Duas bandeiras nacionais são situadas de cada lado. Acima do escudo está um Condor-dos-andes, a ave do país. Abaixo da ave está inscrito Libertad y Orden (Liberdade e Ordem), o lema da nação.

O escudo é dividido em três partes. No terço superior, encontra-se uma Romã de ouro aberta. De um lado do fruto saem moedas de ouro e prata, e do outro saem frutas tropicais. Esta parte representa a abundância e a riqueza do solo no país. No terço central encontra uma barretina, um tipo de gorro normalmente vermelho, como o retratado, que simboliza a República. No terço inferior, é gravado o Istmo do Panamá, que pertenceu à Colômbia até 1903, que por sua vez representa os dois oceanos que banham o país. Os dois navios desenhados representam o comércio da Colômbia com os demais países do mundo.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Brasão de armas da Colômbia