Abrir menu principal
Braunau am Inn
Stadtplatz Braunau am Inn.jpg
Praça da cidade
Brasão Mapa
Brasão de Braunau am Inn
Braunau am Inn está localizado em: Áustria
Braunau am Inn
Mapa da Áustria, posição de Braunau am Inn acentuada
Dados gerais
País:  Áustria
Estado: Alta Áustria
Distrito: distrito de Braunau am Inn
Coordenadas geográficas: 48° 15' 30" N 13° 02' E
Altitude: 351 metros acima
do nível do mar
Área: 24,8 km²
População: 17 332 (18.12.2006)
Densidade populacional: 655 hab./km²
Placa de veículo: AUS
Nº oficial de comunidade 40404
Código postal: 5280
Código telefônico: 07722
Endereço da prefeitura: Stadtplatz 38
Website: sítio oficial
Prefeito: Johannes Waidbacher
Partido no poder: ÖVP
NUTS: AT311
Localização de Braunau am Inn
no distrito de distrito de Braunau am Inn
Braunau am Inn im Bezirk BR.png

Braunau am Inn é um pequeno município no norte da Áustria, sessenta quilómetros ao norte de Salzburgo. A localidade situa-se à beira do rio Inn, que separa a região do estado alemão da Baviera. Do outro lado do rio está a localidade bávara de Simbach am Inn, sendo que as duas cidades são conectadas por uma ponte.[1] A apenas 16 quilômetros a oeste, está Marktl am Inn, aldeia natal do Papa Bento XVI.

HistóriaEditar

A cidade foi mencionada pela primeira vez por volta de 780, sob o nome de "Rantesdorf" (Ranshofen). Em 1120, era conhecida com o nome de "Prounaw". Finalmente, recebeu o status de cidade em 1260, o que a torna uma das mais antigas cidades austríacas. Tornou-se uma fortaleza e um importante cruzamento de rotas comerciais, negociando com o comércio de sal e com o tráfego de barcos no Inn. Através de sua história, a cidade trocou de mãos diversas vezes, fazendo parte da Baviera até 1779 e novamente de 1809 a 1816.

Braunau tem uma notável igreja do século XV, com uma torre de 99 m, bem como ruínas de um castelo que acolhem um museu, e também partes da antiga muralha da cidade.

Cidadãos históricosEditar

 
Monumento contra o nazismo em frente à casa onde nasceu Adolf Hitler. Diz a inscrição em alemão: "Pela paz liberdade / e democracia / fascismo nunca mais / milhões de mortos nos relembram.".

A cidade é mais conhecida por ser o local de nascimento de Adolf Hitler, em 20 de abril de 1889. Em 1938, pouco depois da anexação da Áustria pela Alemanha nazi, Braunau homenageou Hitler atribuindo-lhe a condição de cidadão honorário[2]. Em 2011, o conselho municipal de Braunau revogou esse estatuto para "enviar um sinal claro" ao mundo de repúdio pelo regime nazista.[3]

No ano 1989, o prefeito Gerhard Skiba deixou construir um monumento contra a guerra e o fascismo em frente da casa natal. Desde o ano de 1992 a Associação pela História Contemporânea (Verein für Zeitgeschichte) organiza os "Dias da História Contemporânea de Braunau" (Braunauer Zeitgeschichte-Tage), e desde o ano de 1998 a associação Serviço Austríaco em Memória do Holocausto (Österreichischer Gedenkdienst) tem reuniões em Braunau am Inn. No ano 2000 o jornal local "Braunauer Rundschau" iniciou a ação de assinaturas "Braunau coloca um sinal" (Braunau setzt ein Zeichen).

A casa onde Hitler nasceu a 20 de abril de 1889 atrai regularmente neonazis e as autoridades não querem que este se torne um local de culto. O edifício está fechado desde 2011, altura em que o Governo começou uma batalha judicial com a atual proprietária, Gerlinde Pommer, cuja família possuí o imóvel há mais de 100 anos. Em 2016, o ministro do Interior austríaco, Wolfgang Sobotka afirmou que foi decidido que vai ser demolida e substituída por um novo edifício com uma utilização caritativa ou administrativa. Para o avanço do projeto, é necessário que se conclua o processo de expropriação da casa. Mas afinal o comité de especialistas encarregue de decidir que destino teria a casa revelou que é contra a demolição. "Nós deixámos claro que a demolição seria como uma negação da história Nazi na Áustria"

Referências