Abrir menu principal
Brava Gente
Informação geral
Formato Série
Gênero Comédia
Criador(es) Marcos Caruso
Jandira Martini
País de origem  Brasil
Idioma original (em português)
Exibição
Transmissão original 11 de outubro de 1996 - 3 de janeiro de 1997
N.º de episódios 13

Brava Gente foi uma série de televisão produzida pelo SBT, exibida às sextas-feiras de 11 de outubro de 1996 a 3 de janeiro de 1997[1].

Criada por Marcos Caruso e Jandira Martini, com roteiros de Marcos Caruso e direção de Roberto Talma.

SinopseEditar

As aventuras de uma família paulistana de classe média baixa, os Messinari, moradora do Bixiga, em São Paulo.

Pascoal é um descendente de italianos que vive com a mulher, Augusta, uma cabeleireira e manicure, e a filha Tati, uma estudante de sociologia que detesta viver na pobreza. No bairro também vive Dona Esperança, avó de Pascoal, que sabe tudo sobre todos. E ainda Bira, engenheiro desempregado que tem uma oficina de pequenos consertos, cujo maior sonho é ser cantor de ópera, e sua esposa, Milena, apaixonada por Bira, por quem faz tudo.

ElencoEditar

CuriosidadesEditar

  • Inspirada na bem sucedida peça Porca Miséria, de Marcos Caruso, era a resposta do SBT ao sucesso do Sai de Baixo na Globo.
  • Era a segunda vez que os atores Marcos Caruso e Jandira Martini repetiam a dobradinha de marido e mulher, em razão do sucesso de seus personagens Virgulino e Dona Genu, em Éramos Seis. Eles ainda repetiriam pela terceira vez a dobradinha em um episódio do seriado Teleteatro, exibido em 1998 pelo SBT.
  • A princípio, a série chegou a ser divulgada com o título Meu Cunhado e seria uma versão brasileira de Ecila Pedroso da série Mi Cuñado, produção argentina. Chegou a ser filmado um piloto para esta primeira versão, no qual o enredo e elenco eram diferentes do que realmente foi ao ar. Mas a emissora não deve ter aprovado o resultado final, pois uma nova versão foi feita mudando o título para Brava Gente. A série Meu Cunhado finalmente estrearia em 2004.
  • Devido a seu baixo resultado, foi retirada da grade da emissora juntamente com outros 20 programas. Alguns episódios nem chegaram a ir ao ar.
  • Logicamente, nada tem a ver com o Brava Gente, em que a Globo apresenta adaptações de textos.

Referências

  1. «"Gente que Brilha" estréia no SBT com homenagem a Lucélia Santos». Folha de S.Paulo. 10 de outubro de 1996. Consultado em 30 de novembro de 2016