Abrir menu principal

Noivas em Guerra

(Redirecionado de Bride Wars)
Noivas em Guerra
Bride Wars
 Estados Unidos
2009 •  cor •  89 min 
Direção Gary Winick
Produção Kate Hudson
Alan Riche
Julie Yorn
Roteiro Greg DePaul
June Diane Raphael
Casey Wilson
História Greg DePaul
Elenco Kate Hudson
Anne Hathaway
Kristen Johnston
Bryan Greenberg
Candice Bergen
Gênero comédia romântica
Música Edward Shearmur
Cinematografia Frederick Elmes
Edição Susan Littenberg
Companhia(s) produtora(s) Fox 2000 Pictures
Regency Enterprises
New Regency
Birdie
Riche/Ludwig Productions
Dune Entertainment
Distribuição 20th Century Fox
Lançamento Estados Unidos 9 de janeiro de 2009
Brasil 6 de fevereiro de 2009
Portugal 12 de março de 2009
Idioma inglês
Orçamento US$30 milhões
Receita US$115,049,554[1]
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Noivas em Guerra (no original em inglês: Bride Wars) é um filme americano de 2009, uma comédia romântica dirigida por Gary Winick e escrita por Greg DePaul, June Diane Raphael e Casey Wilson.[2] O filme é estrelado por Kate Hudson, Anne Hathaway, Candice Bergen, Bryan Greenberg, Chris Pratt, Steve Howey e Kristen Johnston.

Os vestidos de noivas usadas pelas protagonistas foram feitas por Vera Wang.[3]

Um remake chinês de mesmo nome foi lançado em 2015.[4]

SinopseEditar

Emma Allan e Olivia "Liv" Lerner são as melhores amigas que planejaram todos os detalhes de seus casamentos, desde que testemunharam um casamento há 20 anos no Plaza Hotel. Ambas estabeleceram a prioridade de se casar no mesmo local em junho. As duas ficaram noivas com 26 anos e espera-se que sejam a madrinha de casamento uma da outra. Elas agendam seus casamentos com a mais famosa organizadora de casamentos de Nova York, Marion St. Claire, mas devido a um erro administrativo, elas estão programadas para se casar no mesmo dia, 6 de junho (três meses e meio depois).

As duas pedem à terceira noiva, Stacey, que troque sua data com Emma, ​​mas Stacey imediatamente se recusa, resultando em Liv brigando com Stacey enquanto a última está se registrando para presentes, pelos quais Liv e Emma são escoltadas para fora da loja. Uma semana de hostilidade passivo-agressiva passa antes que as duas mulheres deixem claro que nenhuma das duas se comprometerá, especialmente depois que a obstinada Liv espera que a natureza passiva de Emma termine a espera de quem renunciará ao seu casamento enquanto Emma rejeita a sugestão de um casamento duplo. Ela quer um dia todo sobre si mesma, em vez de compartilhar tudo com Liv. As duas mulheres declaram guerra depois de um leve mal-entendido de que Liv já marcou a data do casamento, ultrajando Emma que também a marcou, que Liv toma conhecimento em sua festa compartilhada. As duas trocam ameaças e insultos na frente de seus amigos que decidem não tomar partido.

Ambas as mulheres tentam sabotar o casamento uma da outra, incluindo Liv mudando o instrutor de dança de Emma, ​​Emma secretamente enviando doces para Liv para torná-la muito gorda para caber em seu vestido, Liv fazendo o bronzeamento artificial de Emma ficar laranja brilhante, Emma mexendo na tintura de cabelo de Liv para fazer o cabelo de Liv virar uma cor azul-branca chocante, Liv registrando Emma em Babies R Us como grávida e Emma aparecendo na despedida de solteira de Liv para superá-la. Emma e Fletcher discutem sobre o comportamento maníaco de Emma de sabotar o casamento de Liv e sua amizade, incluindo como Emma mudou desde que se conheceram. Emma e Fletcher são mostrados a sofrer tensões em seu relacionamento por causa do novo traço opinativo e confiante de Emma, ​​um afastamento de suas características usuais de agradar as pessoas. Liv aprendeu a ser mais sensível e expressiva, o que lhe dá uma sensação de alívio por finalmente ter o luxo de ser capaz de deixar ir e ter menos controle. No entanto, devido ao seu estresse sobre o casamento e à amizade tensa com Emma, ​​ela acaba sendo rebaixada.

Ambas as futuras noivas são mostradas no Plaza muito pouco antes de serem casadas, separadamente. Logo antes de Liv sair para começar sua marcha para o altar, ela encontra o pai de Emma e recebe sua bênção; imediatamente ela se arrepende de ter montado um DVD selvagem das férias da primavera para tocar no casamento de Emma. Ela envia seu assistente Kevin para substituir o DVD pelo certo, cheio de lembranças da infância. Pensando que o DVD é uma brincadeira, ele não faz isso. Antes das noivas entrarem em seus respectivos locais, elas compartilham um momento de reconciliação, enquanto elas sorriem uma para a outra.

Emma começa a andar pelo corredor, mas para quando as imagens de suas férias de primavera são mostradas. Ela perde a paciência e enfrenta Liv depois de correr para a outra seção do Plaza. As duas noivas lutam com seus vestidos no chão, enquanto as pessoas mais próximas decidem deixar as noivas resolverem o problema. Depois de discutir, Emma e Liv se deitam no chão ofegantes e depois se maquiam. Emma se levanta e caminha até Fletcher, que está chateado com o comportamento de Emma. Emma diz a ele que ela não é a mesma pessoa por quem ele se apaixonou há dez anos e que ela agora mudou, pois ficou claro que ela aprendeu a ser mais assertiva. Com isso, os dois terminam o casamento. O casamento de Liv é retomado com Emma participando e dançando com Nate, o irmão de Liv, um conhecido jornalista de revista.

O filme começa um ano depois, quando Liv e Emma se encontram para tomar uma bebida, onde é revelado que Emma se casou com Nate. Emma e Liv também revelam que estão grávidas e que as datas de parto são as mesmas, 3 de março, e as duas amigas ficam empolgadas.

ElencoEditar

  • Kate Hudson como Olivia "Liv" Lerner, uma advogada de sucesso da Ropes & Gray, que está acostumada a conseguir o que quer, e não se contentará com mais nada. Ela tenta ser perfeita em vez de levar as coisas de ânimo leve, desde que seus pais morreram quando ela era criança. Foi demonstrado que ela é protetora e extremamente atenciosa com Emma.
    • Zoe O'Grady como jovem Liv
  • Anne Hathaway como Emma Allen, uma professora do ensino médio que cuida de todos, mas esquece de ter algum tempo para si mesma devido à sua natureza doce, mas um pouco mansa. Liv observou que é ela quem sempre "desiste" quando ambas têm conflitos uma com a outra.
    • Shannon Ferber como jovem Emma
  • Chris Pratt como Fletcher Flemson, o noivo de Emma. Fletcher é contador e os dois se conheceram dez anos antes dos eventos do filme. Ao longo do filme, ele se mostra muito controlador, agravado pelo comportamento assertivo de Emma, ​​e começa a ter muitas diferenças com ela.
  • Steve Howey como Daniel Williams, noivo de Liv e gerente de fundos de hedge. Ao contrário de Fletcher e Emma, ​​ele se aproximou de Liv durante o processo de planejamento do casamento e abraçou as mudanças de sua noiva na atitude dela, particularmente em sua recém-descoberta vulnerabilidade.
  • Bryan Greenberg como Nathan "Nate" Lerner, irmão de Liv, que está apaixonado por Emma.
  • Candice Bergen como Marion St. Claire, a mais requisitada organizadora de casamentos de Nova York, para quem as duas meninas se voltam quando planejam o casamento. Ela também serve como narradora da história.
  • Kristen Johnston como Deb, Uma mulher desagradável e preguiçosa que é uma das colegas de Emma. Ela descarrega continuamente toda sua carga de trabalho em Emma. Ela finalmente se torna a dama de honra de Emma. Foi ela quem sugeriu a Emma que engordasse Liv com chocolates caros.
  • Michael Arden como Kevin, assistente de Liv no trabalho, a quem ela recruta para ser seu "senhor de honra". Ele deu a Liv a sugestão de que ela estragasse as aulas de dança de Emma, ​​substituindo seu instrutor por um excêntrico. Ele é visto se envolvendo romanticamente com Amie perto do final do filme.
  • June Diane Raphael como Amanda, uma amiga de Emma e Liv que se casa no começo do filme. Ela se mostra franca e expressa seu arrependimento por se casar de maneira cômica, terminando com ela e o marido se divorciando no final do filme.
  • Casey Wilson como Stacy Kindred, outra noiva e uma das clientes de Marion St. Claire. Liv e Emma tentaram convencê-la a desistir de seu encontro, que acaba em um fiasco em uma loja.
  • Paul Scheer como Ricky Coo, coreógrafo de dança que se autodenomina "O Doutor da Dança"
  • John Pankow como John Allen, pai de Emma.
  • Hettienne Park como Marissa, uma das amigas mais íntimas de Emma e Liv.
  • Lauren Bittner como Amie, uma das amigas mais íntimas de Emma e Liv. Ela é vista se envolvendo romanticamente com Kevin perto do final do filme.
  • Dennis Parlato como Instrutor de dança
  • Billy Unger como vozes adicionais
  • Colin Ford como vozes adicionais

Muitas esposas e namoradas de jogadores do time de beisebol Red Sox fizeram figuração na cena do chuveiro.

ProduçãoEditar

Raphael e Wilson completaram o roteiro das filmagens de Bride Wars, a partir de um roteiro original de Greg DePaul,[5] antes da Greve dos roteiristas dos Estados Unidos de 2007-2008 começar.[6] Karen McCullah Lutz e Kirsten Smith também contribuiram para o roteiro.[2][6]

Emma Roberts faria o papel de Liv e Nikki Reed o de Emma. Mais tarde, os produtores resolveram mudar o gênero do filme, de comédia adolescente para comédia romântica, e escalaram atrizes um pouco mais velhas, Kate Hudson e Anne Hathaway.[7]

Algumas filmagens principais tiveram lugar no Peabody Essex Museum, em Salem, Massachusetts.[8] A maioria das filmagens ocorreu em Boston, Massachusetts, na cidade de Nova Iorque, Nova Iorque, e, em Salem, Massachusetts.

As filmagens ocorreram entre 31 de março e junho de 2008.Erro de citação: Elemento de abertura <ref> está mal formado ou tem um nome inválido

MúsicaEditar

A música para Bride Wars foi composta por Edward Shearmur, que gravou seu marcador com um conjunto de 77 peças da Hollywood Studio Symphony no Newman Scoring Stage da 20th Century Fox.[9]

No início do filme, a canção "Somethin' Special" de Colbie Caillat foi tocado, porém esta versão tinha letras diferentes das do Beijing Olympic Mix, sugerindo que era o mix original. Como o filme não tinha trilha sonora, a versão original permaneceu inédita até o lançamento do álbum de Caillat, Breakthrough onde a música aparece como uma faixa bônus na edição Rhapsody.[10] Há também a canção "Dream" por Priscilla Ahn. E "Scared" de Duffy.

RecepçãoEditar

Bride Wars tem sido universalmente criticado pelos críticos. O filme recebeu um índice de aprovação de 11% no Rotten Tomatoes baseado em 140 opiniões coletadas.[11] Time nomeou-o um dos 10 piores filmes de click flick, uma gíria para um gênero de filmes que tratam principalmente de amor e romance e concebido para apelar a um público-alvo em grande parte do sexo feminino.[12]

Manohla Dargis, do The New York Times, chamou o filme de "idiota, se bem que indolor". Ela disse que a presença de Hathaway significa "que há um pouco de atuação nele, juntamente com algumas emoções humanas" e se perguntou o que o filme poderia ter sido se os escritores tivessem explorado um possível subtexto lésbico sugerido pelas cenas de abertura.[13]

O crítico de longa data da BBC Radio 5 Live, Mark Kermode, foi notavelmente severo com o filme em seu programa Kermode and Mayo's Film Review, chegando ao ponto de dizer que ele deixaria as críticas se Bride Wars não terminasse em sua lista dos 10 piores filmes de 2009.[14] Até o final do ano, mesmo quando Kermode incluiu Terminator Salvation e Couples Retreat em sua lista por demanda popular, Bride Wars ainda terminou em oitavo, permitindo-lhe manter seu emprego.[15]

Desempenho nas bilheteriasEditar

Em sua semana de estréia, o filme arrecadou US$21,058,173. Classificado como Nº2 na bilheteria.[1] A partir de 26 de maio de 2009, ele fez US$58,715,510 nos Estados Unidos e no Canadá, US$55,982,521 em países estrangeiros e um total de US$115,049,554 em todo o mundo - Um sucesso financeiro, apesar de suas opiniões em grande parte negativas.[1]

PrêmiosEditar

VenceuEditar

NomeaçõesEditar

Referências

  1. a b c «Bride Wars (2009)». Box Office Mojo. Consultado em 3 de novembro de 2013 
  2. a b Siegel, Tatiana (6 de abril de 2008). «Bergen hitches "Bride"». Variety. Reed Business Information. Consultado em 3 de novembro de 2013 
  3. «Bride Wars Wedding Style». Brides 
  4. Maggie Lee (24 de agosto de 2015). «Film Review: 'Bride Wars'». Variety. Consultado em 10 de outubro de 2015 
  5. Fleming, Michael (12 de novembro de 2006). «"Bride" nears the altar». Variety. Reed Business Information. Consultado em 3 de novembro de 2013. Cópia arquivada em 3 de novembro de 2013 
  6. a b Fleming, Michael; Tatiana Siegel (6 de dezembro de 2007). «Hathaway hops on "War" path». Variety. Reed Business Information. Consultado em 3 de novembro de 2013 
  7. Bride Wars no AdoroCinema
  8. Cassidy, Chris; Tom Dalton (25 de julho de 2008). «Heard Around Town: The six degrees of Lizzie Borden». The Salem News. Eagle Tribune Publishing Company. Consultado em 3 de novembro de 2013 
  9. Goldwasser, Dan (14 de janeiro de 2009). «Edward Shearmur scores Bride Wars». ScoringSessions.com. Consultado em 14 de janeiro de 2009 
  10. http://www.rhapsody.com/colbie-caillat/breakthrough
  11. «Bride Wars». Rotten Tomatoes 
  12. Romero, Frances (26 de maio de 2010). «Top 10 Worst Chick Flicks - Bride Wars». Time. Consultado em 3 de novembro de 2012 
  13. Dargis, Manohla (9 de janeiro de 2009). «Two Weddings and a Furor». The New York Times. The New York Times Company. Consultado em 11 de janeiro de 2009. [I]t's too bad that [Winick] doesn't (or can't) venture down the more interesting avenues opened up in the screenplay ... The opener — a gauzy scene from childhood that finds Liv and Emma, dressed as a bride and groom, tenderly dancing with each other — and an adult catfight, which looks like a prelude to a kiss, suggest that there may be more to this friendship (and the fury underlying its rupture) than either the women or the movie can admit. 
  14. «Mark Kermode threatens to quit over Bride Wars». 9 de janeiro de 2009. Consultado em 26 de maio de 2009 
  15. Mark Kermode. «BBC Blogs - Kermode Uncut - The Bride Wars Challenge Divorce». Kermode Uncut 

Ligações externasEditar