British New Wave

The British New Wave é um estilo de filmes lançado na Grã-Bretanha entre 1959 e 1963.[1][2] O rótulo é uma tradução de Nouvelle Vague, o termo francês aplicado pela primeira vez aos filmes de François Truffaut, e Jean-Luc Godard entre outros.[3]

Características estilísticasEditar

A Nova Onda Britânica foi caracterizada por muitas das mesmas convenções estilísticas e temáticas da Nova Onda Francesa. Geralmente em preto e branco, esses filmes tinham uma qualidade espontânea, muitas vezes rodados em estilo pseudodocumentário (ou cinéma vérité) em locais reais e com pessoas reais em vez de extras, aparentemente capturando a vida como ela acontece.

Há uma considerável sobreposição entre a New Wave e os jovens raivosos, grupo de artistas do teatro e do cinema britânicos, como o dramaturgo John Osborne e o diretor Tony Richardson, que desafiaram o status quo social. Seu trabalho chamou a atenção para a realidade da vida das classes trabalhadoras, especialmente no norte da Inglaterra, muitas vezes caracterizada como "É sombrio no norte". Esse tipo particular de drama, centrado na classe e nos detalhes da vida cotidiana, também era conhecido como realismo da pia da cozinha.[4]

FilmesEditar

Referências

  1. «British New Wave Cinema». OpenLearn. Open University. 19 de outubro de 2005. Consultado em 19 de abril de 2017 
  2. Taylor, B. F. (2006). "The British New Wave: A certain tendency?". The British New Wave. Manchester University Press. ISBN 9781847796097
  3. Nixon, Rob. «TCM's Article on the Loneliness of the Long Distance Runner». Turner Classic Movies. Consultado em 19 de outubro de 2016 
  4. «British New Wave – Mondays in March». TCM.com. Consultado em 11 de janeiro de 2019 
  5. a b c d e f g h i Taylor, B. F. (2006). «The British New Wave: A certain tendency?». The British New Wave. [S.l.]: Manchester University Press. ISBN 9781847796097 
  6. a b c d e f g h i «British New Wave». Screenonline. British Film Institute. Consultado em 19 de abril de 2017 

Leitura adicionalEditar

  • Wollen, Peter. «The Last New Wave: Modernism in the British Films of the Thatcher Era». In: O'Pray, Michael. The British avant-garde film, 1926-1995: an anthology of writings. [S.l.]: Indiana University Press. pp. 239–260 
  • Sancar Seckiner's new book DZ Uzerine Notlar, published in December 2014, is re-focusing Kitchen Sink Realism which was important in the late 1950s and early 1960s. Specially article Long Distance Runner in the book highlights main film directors who create British New Wave. ISBN 978-605-4579-83-9.