Abrir menu principal
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde abril de 2017).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2017). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O Cénico de Direito é o grupo de teatro da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa criado em 1954, por António Malaquias de Lemos. Ele foi o primeiro grupo de teatro universitário de Lisboa e é um núcleo da Associação Académica da Universidade de Lisboa[1][2]

O grupo é composto por alunos da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e de outras faculdades da cidade de Lisboa.

Deste 1993 que o encenador do grupo é Pedro Wilson[1].

HistóriaEditar

Ao longo da sua vasta história, o grupo já ganhou diversos prémios e participou em vários festivais de teatro, de entre os quais se destaca:

  • Em 1960 participa, pela primeira vez, no Festival de Teatro de Nancy.
  • Entre 1961 e 1971, o grupo participa pela segunda vez no Festival de Teatro de Nancy.
  • Em 1995, o Cénico publica a primeira edição da Revista Art.245º - Declarações Não Sérias, produzida pelo próprio grupo.    
  • Em 1999, o grupo organiza o recital Um Mar de Teatro, para a Faculdade de Direito.    
  • Organiza, em 2004, o I Festival de Teatro Cénico.
  • Em 2005, dá-se o II Festival de Teatro Cénico.
  • Em 2016 ganhou a Menção de Honra, com a peça A Casa de Bernarda Alba, de Federico García Lorca, no âmbito do FATAL[ligação inativa].
  • Ao longo de várias décadas pode contar com a colaboração de encenadores como: Luís Miguel Cintra, Adolph Gutkin, Morais e Castro, entre outros.

Referências