Cabila (Kabila),[1] também chamado Mutacalambô, Mutaculambô, Mutalombô, Mutalambô, Burunguro, Congombira, Gongobira ou Congobila, é um inquice da caça, fatura e abundância. Por estar associado à floresta, é tido como protetor da natureza, e está ligado ao culto dos caboclos brasileiros. É cultuado no Brasil em candomblés de Nação Angola. [2] e tem semelhanças ao orixá Oxóssi ou Logunedé do Candomblé Queto.[3][4]

Referências

  1. Barros 2007, p. 239.
  2. Barros 2007, p. 238; 255.
  3. Azevedo 2010, p. 26.
  4. Lopes 2014.

Bibliografia

editar
  • Azevedo, Janaina. Orixás na umbanda. São Paulo: Universo dos Livros 
  • Barros, Elisabete Umbelino de (2007). Línguas e Linguagens nos Candomblés de Nação Angola. São Paulo: Universidade de São Paulo 
  • Lopes, Nei (2014). «Gongobira; Congobila». Enciclopédia Brasileira da Diáspora Africana. São Paulo: Selo Negro