Abrir menu principal

Cabinet noir (francês para "sala escura") foi o nome dado na França para o escritório onde as cartas de pessoas suspeitas eram abertas e lidas por oficiais estatais antes de serem encaminhadas ao seu destino. No entanto, isso tinha que ser feito com alguma sofisticação, já que era considerado indesejável que os sujeitos da prática soubessem sobre o acontecido, e também que "a sala escura não interrompa o fluir adequado do serviço postal."[1] Esta prática têm estado em voga desde a criação das agências postas, e era frequentemente utilizada pelos ministros de Luís XIII e Luís XIV; mas não foi antes do reinado de Luís XV, que um escritório separado para este fim foi criado. Isso foi chamado o cabinet du secret des postes, ou mais popularmente, o cabinet noir. Embora declamado contra na época da Revolução francesa, foi utilizado tanto por líderes revolucionários quanto por Napoleão.

A abertura do correio internacional entrando e saindo dos Estados Unidos pela alfândega americana[2] sob o Trade Act de 2002, que ocorre sob a exceção da Quarta Emenda.[3] Esta prática tê, tido algumas críticas (incluindo alegações de que ela contribui para as despesas da realização do Serviço Postal e pode, assim, afetar taxas de envio),[4] de que o USPS, aparentemente, informou ao Congresso antes da aprovação da legislação.[5] No entanto, esta crítica pode ser abrandada pelo fato de que a lei proíbe os agentes buscando contrabando de lerem as cartas incluídas no pacote ou envelope, ou deixar que outros leiam-nas.[2] O Ato de Autorização da Inteligência de 2004 também foi caracterizado como permitir inconstitucionalmente a abertura do correio nacional.[2]

ReferênciasEditar

  1. «Black Chamber». Everything2. 14 de janeiro de 2001. Consultado em 24 de dezembro de 2012 
  2. a b c «U.S. Customs Opening International Mail». Schneier.com. Consultado em 24 de dezembro de 2012 
  3. «Feds Use Border Search Exception to Nab Pedophile». Volokh.com. 29 de agosto de 2006. Consultado em 24 de dezembro de 2012 
  4. mininggazette.com[dead link]
  5. «Minutes of the Mailers' Technical Advisory Committee» (Word document). United States Postal Service. 2 de maio de 2002. Consultado em 24 de dezembro de 2012. Cópia arquivada em 21 de outubro de 2004 

Ligações externasEditar