Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo(a) a estrutura terminal de uma raiz, veja Coifa (biologia).
Caliptra do musgo Tortula muralis.
Caliptra a encimar a cápsula castanha do esporófito do musgo Physcomitrella patens. O resto do canal de ventre (venter) acastanhado está ainda visível.

Caliptra (do grego clássico καλύπτρα (kalúptra); "véu") é o termo científico utilizado em botânica (morfologia vegetal) para descrever as estruturas em forma de coifa ou boné presentes na região apical de algumas flores e do esporófito dos briófitos.[1] O nome é também por vezes aplicado à coifa terminal das raízes.

Índice

BriófitosEditar

Nos briófitos, a caliptra é uma estrutura alargada, derivada do tecido do canal de ventre (venter) do arquegónio do gametófito, e por isso haploide, que protege a cápsula do esporófito onde se formam e maturam os esporos.[1] A caliptra em geral seca e é perdida antes dos esporos serem libertados da cápsula por [8deiscência]]. A forma da caliptra pode ser utilizada como característica de diagnóstico para a identificação taxonómica.[2]

EspermatófitosEditar

Nas plantas com flor, a caliptra é o tecido protector que nalgumas espécies recobre os estames e carpelos. Embora com menos propriedade, o nome é por vezes utilizado como sinónimo de coifa, a designação dada ao tecido protector da região apical das raízes.

Referências

  1. a b Ralf Reski (1998): Development, genetics and molecular biology of mosses. In: Botanica Acta. 111, 1-15.
  2. Malcolm; Malcolm, Bill; Nancy (2006), Mosses and other Bryophytes, an Illustrated Glossary, ISBN 0-9582224-7-9, Micro-Optics Press, p. 65 

Ligações externasEditar