Abrir menu principal

Campeonato Carioca de Futebol de 1911

Campeonato Carioca de Futebol de 1911
Carioca 1911
Rio de Janeiro
Dados
Participantes 6 (4 ao final)
Organização LMSA
Período 7 de maio22 de outubro
Gol(o)s 50
Partidas 12
Média 4,17 gol(o)s por partida
Campeão Fluminense
Vice-campeão America
Melhor marcador James Calvert (Fluminense) - 7 gols
Outras divisões
◄◄ Rio de Janeiro Carioca 1910 Soccerball.svg Carioca 1912 Rio de Janeiro ►►

O Campeonato Carioca de Futebol de 1911 foi o sexto campeonato de futebol do Rio de Janeiro. A competição foi organizada pela Liga Metropolitana de Sports Athleticos (LMSA).[1][2][3]

O Fluminense somou mais pontos nos dois turnos e sagrou-se campeão pela quinta vez, ao vencer o America por 2 a 0 em Laranjeiras perante um grande público para os padrões da época.[4]

Depois do campeonato, nove futebolistas abandonaram o Fluminense e fundaram a seção de futebol do Clube de Regatas do Flamengo: Alberto Borgerth, Armando de Almeida (Gallo), Emmanuel Augusto Nery, Ernesto Amarante (Zalacain), Gustavo Adolpho de Carvalho, Lawrence Andrews, Orlando Sampaio de Mattos (Bahiano), Othon de Figueiredo Baena e Píndaro de Carvalho Rodrigues.

Primeira divisãoEditar

O campeonato carioca de 1911 foi muito tumultuado. Depois da conquista de 1910, quando o Botafogo quebrou a hegemonia, até então, mantida pelo Fluminense, o time alvinegro tornou-se o favorito natural para conquistar o de 1911. O seu time era constituído de jovens craques que, certamente alcançariam novas glórias não fosse os lamentáveis acontecimentos ocorridos no seu jogo com o America, em 25 de julho. A partida estava sendo disputada num clima de violência e o placar assinalava empate de 1 a 1. Flávio Ramos recebeu entrada violenta de Gabriel de Carvalho e Abelardo Delamare o aconselhou a revidar, sendo, então insultado pelo jogador do America. Em resposta, Abelardo deu-lhe um bofetão e aí todo mundo brigou. Depois da confusão, o jogo foi reiniciado, sem que o escore de 1 a 1 fosse alterado. O Botafogo ficou solidário com seu jogador e, antes de qualquer decisão da Liga, resolveu retirar-se do campeonato. De fato, Abelardo Delamare foi suspenso por 1 ano, Adhemaro Delamare, por 6 meses; e Gabriel de Carvalho, por 30 dias!

Os dois capitães foram advertidos por não terem tomado medidas para evitarem o jogo violento. E censurada a diretoria do Botafogo por não ter agido para evitar o conflito, pois o jogo foi realizado no campo da rua Voluntários da Pátria. Essas penalidades foram aplicadas pela Liga Metropolitana de Sports Athleticos. Antes desse tumultuado empate, o Botafogo havia vencido o Rio Cricket por 3 a 0.

O Fluminense sagrou-se campeão carioca invicto pela terceira vez com um novo time, obtendo os seguintes resultados no primeiro turno: Payssandu, 2 a 0; America, 4 a 0; e Rio Cricket, 5 a 0; No returno, Payssandu, 3 a 1; America, 2 a 0; e Rio Cricket, 5 a 0.

Nesta temporada o Fluminense contratou o técnico inglês Charles Williams, pagando-lhe 18 libras por mês, casa, comida e passagens de ida e volta para a Inglaterra.

Fórmula de disputaEditar

O campeonato foi disputado por seis clubes em turno e returno, jogando todos contra todos. O clube que somou mais pontos foi o campeão. A vitória valia dois pontos e o empate um. O primeiro critério de desempate foi o menor número de derrotas.

Clubes participantesEditar

O Botafogo abandonou a competição após ter disputado três partidas[1][2][5]

Mesmo conquistando o Torneio Seletivo, em 11 de maio daquele ano, o Paysandu decidiu abandonar o Campeonato e a LMSA decidiu continuar com apenas cinco clubes.[1]

Classificação finalEditar

Classificação
Pos Time PG J V E D GP GS SG
1 Fluminense 12 6 6 0 0 21 1 +20
2 America 7 6 3 1 2 13 13 0
3 Rio Cricket 3 6 1 1 4 9 19 -10
4 Paissandu 2 6 1 0 5 7 17 -10
Botafogo[a]

a. ^ Como o Botafogo abandonou o campeonato, seus resultados foram anulados.[1]

PartidasEditar

Essas foram as partidas realizadas:[1]

7 de maio Paissandu 0 – 2 Fluminense Rua Guanabara, Rio de Janeiro

Gustavo de Carvalho  
Oswaldo Gomes  

PremiaçãoEditar

Campeonato Carioca de 1911
 
FLUMINENSE
Campeão
(5º título)

Torneio SeletivoEditar

Em 1911, a LMSA decidiu oferecer uma vaga na 1ª divisão aos novos clubes inscritos. Ficou decidido então, que os vencedores dos prélios São Cristóvão e Bangu e Paysandu e Mangueira disputariam uma partida (ou duas se a primeira terminasse empatada), cujo vencedor seria o indicado para a 1ª divisão, ficando os demais na 2ª divisão.[6]

Primeira faseEditar

2 de abril Paysandu 5 – 2 Mangueira Rua Guanabara, Rio de Janeiro

Gillan   ?',   ?'
Harry Robinson   ?',   ?'
Pullen   ?'
Riemer   ?'
Regga   ?'

9 de abril São Cristóvão 2 – 2 Bangu Rua Voluntários da Pátria, Rio de Janeiro

Camarinha   ?'
Leonel Neves   ?'
Loth   ?'
John Hellowell   ?'

Partida desempateEditar

13 de abril São Cristóvão 2 – 0 Bangu Rua Guanabara, Rio de Janeiro

João Cantuária   ?'
Camarinha   ?'

FinalEditar

16 de abril Paysandu 4 – 0 São Cristóvão Rua Guanabara, Rio de Janeiro

Harry Robinson   ?'
Jack   ?'
Gillan   ?',   ?'

O Paysandu conquistou o direito de disputar a 1ª divisão do Campeonato de 1911.[1]

Ver tambémEditar

FontesEditar

  • MÉRCIO, ROBERTO. A história dos campeonatos cariocas. Rio de Janeiro: Studio Alfa, 1985.

Referências

  1. a b c d e f RSSSF Brazil (30 de abril de 2009). «Rio de Janeiro Championship 1911» (em inglês). Consultado em 7 de março de 2010 
  2. a b Futebol Nacional. «Campeonato Carioca 1911». Futebol Nacional. Consultado em 20 de abril de 2017 
  3. Ogol. «Campeonato Carioca 1911». Ogol. Consultado em 20 de abril de 2017 
  4. RSSSF Brasil - Fichas técnicas de jogos que deram títulos ao Fluminense, página editada em 3 de janeiro de 2013 e disponível em 31 de maio de 2019.
  5. Livro Campeonato Carioca de Futebol 1906/2010, páginas 17 (número de participações) e 41 à 43
  6. Quadros, Raymundo (2004). Chuva de Glórias: A Trajetória do São Cristóvão de Futebol e Regatas 1ª ed. [S.l.]: Editora Pontes. 128 páginas 

Ligações externasEditar