Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde agosto de 2011). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Página do manuscrito

A Canção da Cruzada albigense (Cançon de la Crosada, título original em língua occitana) é um poema manuscrito de 9578 versos escrito nessa língua entre 1208 e 1218 por dois autores diferentes que narra os eventos ocorridos na Occitânia naqueles anos; desde a invasão dos cruzados no Languedoc até a morte de Simon de Montfort.

Índice

Os autoresEditar

  • O Anônimo é o autor da segunda parte da Canção, ou seja, dos quase 6800 versos restantes. Este autor desconhecido realizou uma obra de grande qualidade poética e pureza da língua. Apesar de católico, era por vezes bastante anticlerical. Ele se engajou contra a cruzada e defendeu os valores de Honra e Valor, que eram justamente os da sociedade occitana medieval. Contou com talento os episódios ocorridos entre 1213 e 1218: Batalha de Muret, Concílio de Latrão, cerco e captura de Beucaire, revolta de Toulouse e Batalha de Baziège.

História do manuscritoEditar

Ver tambémEditar

BibliografiaEditar

  • La chanson de la croisade albigeoise par Eugène Martin-Chabot éditeur (Lutetiae: Les Belles Lettres, 1931-1961. 3 vol.).
  • The Song of the Cathar Wars traduite par Janet Shirley (Ashgate Publishing, 1996).
  • Alain de Roucy et la voix anonyme de la Chanson de la croisade albigeoise par Paul Linden, French Forum, vol. 32, no. 1-2, 2007-2008.


  Este artigo sobre literatura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Canção da cruzada albigense