Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde janeiro de 2015). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Carlos César
Nascimento 1943
Nacionalidade português
Morte 10 de janeiro de 2001 (58 anos)
Ocupação Actor e encenador

Carlos César (1943 - Coimbra, 10 de janeiro de 2001) foi um actor e encenador português.

Foi um dos fundadores do Teatro Animação de Setúbal (TAS), grupo que atingiu algum prestígio e contribuiu para a descentralização do teatro português. Fez televisão onde se destacou em Vila Faia, Gente Fina É Outra Coisa, Desencontros, entre outros. Também fez cinema, contando no seu currículo títulos como O Barão de Altamira (1986), Aqui D'el Rei (1992) e Afirma Pereira (1996).

No TAS, onde exerceu as funções de director até à sua morte, encenou e protagonizou peças como Arsénico e Rendas Velhas (1990), Falar Verdade a Mentir (1999) e Quem Tem Medo de Virginia Woolf? (2000).

Morreu no Hospital da Universidade de Coimbra a 10 de janeiro de 2001, vítima de complicações cardíacas, depois de se ter sentido mal quando se deslocava de automóvel para o Porto.

TelevisãoEditar

TeatroEditar

Como encenadorEditar

FilmografiaEditar

Ligações externasEditar