Abrir menu principal
Exemplo de foto no formato carte-de-visite, símbolo de distinção social durante o século XIX,[1] tirada pelo fotógrafo teuto-brasileiro Alberto Henschel, o qual quebrou paradigmas ao retratar negros posando à vontade ou bem vestidos, escravos ou livres.[2]

Carte-de-visite ou carte de visite (em português: cartão de visita) é o nome dado a um antigo formato de apresentação de fotografias, patenteado pelo fotógrafo francês André Adolphe Eugène Disdéri em 1854.[3] De tamanho diminuto (9,5 x 6 cm), a foto, geralmente revelada pela técnica de impressão em albumina, era colada em um cartão de papel rígido um pouco maior (10 x 6,5 cm aproximadamente).[3]

O carte-de-visite tornou-se modismo mundial durante a década de 1860[3] e popularizou a arte do retrato, conferindo ao fotografado o status de distinção e representação social.[1] Como padrão universal, o carte-de-visite era trocado entre familiares, amigos e colecionadores do mundo todo, já que cabia em uma envelope de carta comum.[4]

Apesar de seu sucesso, o cartão de visita foi aos poucos suplantado pelo formato conhecido como carte cabinet (em português: cartão gabinete), surgido na década de 1870, tecnicamente igual ao antecessor, embora com dimensões maiores.[3]

Referências

  1. a b MAUAD, Ana Maria (1996). «Através das Imagens: Fotografia e História Interfaces» (PDF). Tempo. 1 (2). Rio de Janeiro. pp. 73–98. Consultado em 31 de Março de 2008 
  2. «Comentário crítico ao fotógrafo Alberto Henschel». Consultado em 31 de Março de 2008 
  3. a b c d «Cartão de visita». Consultado em 31 de Março de 2008 
  4. «A Brief History of The Carte de Visite». Consultado em 31 de Março de 2008 
  Este artigo sobre fotografia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.