Caso República

O Caso República foi um episódio da luta pelo controlo da comunicação social na República Portuguesa, ocorrido a 19 de Maio de 1975 durante o Verão Quente de 1975, correspondente à invasão e ocupação do jornal República, e subsequente expulsão de membros da sua direcção.

A invasão e ocupação do jornal por parte da comissão de trabalhadores do jornal, representando os tipógrafos, gráficos e administrativos, foi justificada como sendo um protesto dirigido à linha editorial seguida no jornal, atacando-a por ser próxima do ideal socialista[1].

Este era um dos poucos órgãos de informação que não da Extrema esquerda comunista, caso que veio a ter grande repercussão internacional[2].

Foi tão grave que o Partido Socialista (PS) resolveu abandonar o governo como sinal de protesto contra a ocupação do jornal[3].

Referências

  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.