Centro Académico de Democracia Cristã

O Centro Académico da Democracia Cristã GOIP é uma associação de inspiração cristã, pertencente à Diocese de Coimbra, que dá apoio aos estudantes universitários, que se encontram a estudar em Coimbra.

O CADC foi fundado em Coimbra em 1901, para responder ao agravamento da questão religiosa ocorrido nesse ano no país. O governo de Hintze Ribeiro adotara uma série de medidas contra as ordens religiosas. Um decreto de 18 de abril de 1901 obrigava os institutos religiosos a submeterem a aprovação oficial os seus estatutos, e proibia-lhes o regime de clausura, os noviciados e os votos. Contra estas disposições se insurgiram os bispos, e de um modo especial o Bispo do Porto D. António Barroso, que viria a ser apupado na Sala dos Capelos da Universidade, a 28 de Junho, quando ali se dirigiu por ocasião de um doutoramento solene, como padrinho do novo doutorando. Os estudantes católicos, indignados com a provocação aos seus sentimentos religiosos, resolveram reagir e depois de várias reuniões, decidiram fundar um Centro Académico.

Por volta de 1906 e 1907, era apadrinhado por Francisco de Sousa Gomes e D. Ludovina Mendes, que apoiavam a espiritualidade cristã dos jovens estudantes católicos que se agrupavam segundo os ditames da doutrina social da Igreja e do magistério político do Papa Leão XIII[1].

A 14 de Março de 1951 foi feito Grande-Oficial da Ordem da Instrução Pública.[2]

Referências

  1. Hipólito Raposo Seminarista na Guarda (1902 - 1904
  2. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Centro Académico de Democracia Cristã". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 8 de outubro de 2015 

BibliografiaEditar

Ligações externasEditar