Cerco de Teodosiópolis

O cerco de Teodosiópolis foi o primeiro conflito da Guerra Anastácia entre o Império Bizantino de Anastácio I Dicoro (r. 491–518) e o Império Sassânida de Cavades I. Ocorreu em agosto de 502 e foi liderado pelo próprio Cavades I. Teodosiópolis, uma grande fortaleza fronteiriça bizantina da Armênia Maior, no momento do cerco estava sem guarnição e com fortificações fracas. Isso, e a deserção de Constantino,[nt 1] o comandante responsável pela fortaleza, levou a uma grande vitória persa e a captura da cidade. De acordo com Zacarias Retórico, como os locais não insultaram Cavades, ele foi misericordioso com eles.[4]

Cerco de Teodosiópolis
Guerra Anastácia
Roman-Persian Frontier, 5th century-pt.svg
Mapa da fronteira bizantino-sassânida. Teodosiópolis está localizada na área mais ao norte.
Data 8 de outubro
Local Teodosiópolis
Desfecho Vitória decisiva dos sassânidas
Beligerantes
Império Bizantino
Derafsh Kaviani.png
Império Sassânida
Comandantes
Império Bizantino Constantino Império Sassânida Cavades I
Forças
Desconhecidas desconhecidas
Baixas
Desconhecidas Desconhecidas

Notas

  1. Neste ponto há conflito entre os relatos das fontes: de acordo com Josué, o Estilita Constantino teria desertado os bizantinos, uma vez que sentia rancor do imperador Anastácio,[1] enquanto de acordo com Zacarias Retórico ele foi capturado pelos persas.[2] No relato de Teófanes, o Confessor é confirmada a traição de Constantino.[3]

Referências

  1. Martindale 1980, p. 314.
  2. Greatrex 2002, p. 63.
  3. Greatrex 2002, p. 67.
  4. Greatrex 2002, p. 62-63.

BibliografiaEditar

  • Greatrex, Geoffrey; Lieu, Samuel N. C. (2002). The Roman Eastern Frontier and the Persian Wars (Part II, 363–630 AD). Londres: Routledge. ISBN 0-415-14687-9 
  • Martindale, J. R.; Jones, Arnold Hugh Martin; Morris, John (1980). The prosopography of the later Roman Empire - Volume 2. A. D. 395 - 527. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press