Chūnagon

Chūnagon ( 中纳言 ?), às vezes traduzido como Diretor, era um título dado aos Conselheiros do Segundo Escalão do Daijō-kan, no Ritsuryō (sistema governamental feudal japonês).[1]

Recebiam ordens dos Dainagon (Conselheiros do Primeiro Escalão) e organizavam Shōnagon (Conselheiros do Terceiro Escalão). O cargo foi criado em conjunto com o Daijō-kan em 702 , pelo Código Taihō. Ao longo da história, o número de Chunagon variou de três em 705 para quatro em 756, oito em 1015 e dez após essa data.[2] Ele foi abolido em 1871.[3]

Referências

  1. Siyun-zai Rin-siyo, Isaäc Titsingh. «Conseil d'Etat». Annales des Empereurs du Japon (em francês). 426 páginas 
  2. LOUIS FREDERIC (2008). O Japão. Dicionário e Civilização. Rio de Janeiro: Globo Livros. p. 190. ISBN 9788525046161 
  3. Ranks in Ancient and Meiji Japan (em inglês), pp. 6 de 27


  Este artigo sobre História do Japão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.