Abrir menu principal

Changes (canção de 2Pac)

"Changes"
Single de 2Pac featuring Talent
do álbum Greatest Hits
Lançamento 13 de outubro de 1998
Formato(s) CD single
Gravação 1992
Gênero(s) Conscious hip hop, political hip hop
Duração 4:30
Gravadora(s) Interscope, Amaru, Death Row
Composição Tupac Shakur, Deon Evans, Bruce Hornsby
Produção Big D The Impossible
Cronologia de singles de 2Pac featuring Talent
"Do for Love"
(1998)
"Unconditional Love"
(1999)

"Changes" é uma canção de hip hop do rapper 2Pac em parceria com o grupo Talent, e lançada postumamente no álbum Greatest Hits, de 1998. A música foi originalmente gravada em 1992, mas não havia sido lançada até 1998, quando foi remixada e lançada na coletânea.[1]

"Changes" atingiu o primeiro lugar nas paradas da Noruega e Holanda, e esteve na lista dos Top ten singles em vários outros países. Sendo, sem dúvida, uma das melhores músicas de 2Pac, Changes fala sobre o tratamento dados aos negros pela polícia (racismo) e as dificuldades da vida no gueto (periferia). É notável também o uso de um sample, de uma música muito famosa nos anos 80, chamada "The Way It Is" , de Bruce Hornsby and the Range. Na letra de "Changes" existe uma referência a Huey P. Newton, co-fundador, líder e inspirador do partido político revolucionário Panteras Negras (Black Panther Party), fundado em 1966, em Oakland, California.

"Changes" foi nomeada ao Grammy em 2000 como a melhor performance solo em uma música de rap, sendo a única nomeação póstuma a esse prêmio até hoje.

Prêmios e IndicaçõesEditar

Ano Prêmio Categoria Resultado Ref.
1999 MTV Video Music Award Best Editing in a Video & Best Rap Video Indicado
2000 Grammy Awards Best Rap Solo Performance Indicado

HonrariasEditar

  • Em 2009, o Vaticano divulgou uma lista de músicas preferidas através do serviço de streaming do MySpace, MySpace Music, que foi lançado em 3 de dezembro daquele ano. Numa lista com 12 músicas, "Changes" foi uma das escolhidas, sendo uma das poucas não gregorianas a aparecer na lista, que foi compilada pelo Pe. Giulio Neroni, que afirmou: “Os gêneros são muito diferentes uns dos outros, mas todos estes artistas procuram chegar ao coração de pessoas de boa fé”.[2]

Desempenho nas Paradas MusicaisEditar

Referências