Charles Philippe Aubry

soldado francês

Charles Philippe Aubry foi um soldado francês e administrador colonial, que serviu como governador da Luisiana duas vezes.

Charles Philippe Aubry
Retrato póstumo de Isnard Osicran
(cerca de

 1905)

13º Governador Francês da Luisiana
Período 1765–1768
Antecessor(a) Jean-Jacques Blaise d’Abbadie
Sucessor(a) Antonio de Ulloa
2º Governador Espanhol da Luisiana
Período 1768–1769
Antecessor(a) Antonio de Ulloa
Sucessor(a) Alejandro O'Reilly
Dados pessoais
Nascimento
França
Morte 17 de fevereiro de 1770
Foz do Rio Garona
Nacionalidade Francês
Progenitores Mãe: Catherine de Boissy
Pai: Jacques Charles Aubry
Prêmio(s) Ordem de São Luís
Serviço militar
Lealdade Reino da França
Conflitos Guerra de Sucessão Austríaca

Guerra Franco-Indígena Rebelião da Luisiana de 1768

CarreiraEditar

Aubry iniciou a sua carreira militar em 1742, quando foi comissionado como segundo tenente no Regimento de Infantaria de Lyonnais. Depois de servir na Guerra de Sucessão Austríaca como oficial de granadeiros, Aubry deixou a França para assumir uma comissão como capitão de tropas coloniais na Luisiana.[1] Durante a Guerra Franco-Indígena, ele foi o comandante das forças francesas na batalha de Fort Ligonier. Mais tarde ele foi capturado e preso pelos britânicos após a derrota francesa na batalha de La Belle-Famille e levado para Nova Iorque.[1] Após a sua libertação, ele foi feito Chevalier de St. Louis e comandante militar da Luisiana.

Aubry sucedeu Jean-Jacques Blaise d'Abbadie como governador colonial da Luisiana em 1765, depois que d'Abbadie morreu no cargo.[1] Durante seu mandato, ele se reuniu com membros da comunidade acadiana exilada de Beausoleil e os incentivou a se estabelecer no território de Attakapas, onde havia pastagens abundantes disponíveis para o desenvolvimento de uma indústria pecuária local. Aubry foi seguido como governador pelo espanhol Antonio de Ulloa após a derrota da França na Guerra dos Sete Anos, e serviu como governador interino novamente após a expulsão deste na Rebelião da Luisiana de 1768. Após a chegada de um governador espanhol substituto, Alejandro O'Reilly, Aubry teria fornecido a ele os nomes de alguns dos conspiradores da rebelião.[1] Logo depois, Aubry partiu para a França no Père de Famille, mas morreu em um naufrágio à vista da costa francesa.[2]

Em 1920, a cidade de Nova Orleans nomeou uma rua em homenagem a ele (Aubry Street), a uma quadra da D'Abadie Street.

Precedido por
Jean-Jacques Blaise d’Abbadie
Governador colonial da Luisiana
1765—1766
Sucedido por
Antonio de Ulloa
Precedido por
Antonio de Ulloa
1768—1769
Charles Philippe Aubry
Sucedido por
Alejandro O'Reilly

Referências

  1. a b c d «Charles Phillipe Aubry». 64 Parishes (em inglês). Consultado em 8 de março de 2020 
  2. Beers, Henry Putney (1 de março de 2002). French and Spanish Records of Louisiana: A Bibliographical Guide to Archive and Manuscript Sources (em inglês). [S.l.]: LSU Press. ISBN 978-0-8071-2793-3