Charles de Tournemine

pintor francês

Charles-Émile Vacher de Tournemine (Toulon, 25 de outubro de 1812 - idem, 22 de dezembro de 1872) foi um pintor francês, especializado em temas orientais. Filho de Jean-Charles Vacher de Tournemine (1755-1840), arqueólogo francês de renome, Charles-Émile ingressou na Marinha francesa aos doze anos de idade. Já em 1830, integra o corpo expedicionário em Argel.

Charles de Tournemine
Nascimento 25 de outubro de 1812
Toulon
Morte 22 de dezembro de 1872 (60 anos)
Toulon
Cidadania França
Alma mater
  • Escola Nacional Superior das Belas-Artes
Ocupação pintor
Prêmios
  • Cavaleiro da Legião de Honra
Obras destacadas African elephants

Na condição de marinheiro, viaja pelo Mediterrâneo oriental, conhecendo Constantinopla, Beirute, Tiro, Alexandria, etc. Desliga-se da Marinha em 1842, passando a dedicar-se à pintura, sob a tutela de Eugène Isabey,[1] artista famoso por suas aquarelas retratando paisagens da Normandia e da Bretanha.

Expõe no Salon parisiense em 1846, mas logo retoma sua rotina de viajante. Sempre interessado no Oriente, vai à Turquia, à Ásia Menor e ao Egito. Em 1869, a convite do vice-rei do Egito, assiste à inaguração do Canal de Suez.[1] Charles-Émile produziu um grande número de obras de temas orientais, de cenas de gênero a paisagens, muito admiradas pelo rico colorido e bastante populares nos ambientes das exposições oficiais nas décadas de 1850 e 1860.[2]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b Marques, 1998, pp. 78.
  2. «Orientalism» (PDF). Musée d'Orsay. Consultado em 21 de abril de 2009 

BibliografiaEditar

  • Marques, Luiz (org.) Catálogo do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand: Arte Francesa e Escola de Paris. São Paulo: Prêmio, 1998. 78 p.
  Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.