Abrir menu principal

Cheleiros

localidade e antiga freguesia de Portugal
Portugal Cheleiros 
  Freguesia portuguesa extinta  
Vista geral de Cheleiros
Vista geral de Cheleiros
Brasão de armas de Cheleiros
Brasão de armas
Cheleiros está localizado em: Portugal Continental
Cheleiros
Localização de Cheleiros em Portugal Continental
Coordenadas 38° 53' 23" N 9° 19' 44" O
Concelho primitivo Sintra
Concelho (s) atual (is) Mafra
Freguesia (s) atual (is) Igreja Nova e Cheleiros
Extinção 28 de janeiro de 2013
Área
- Total 11,52 km²
População (2011)
 - Total 1 347
    • Densidade 116,9 hab./km²
Orago Nossa Senhora da Assunção

Cheleiros[nota 1] foi uma freguesia portuguesa do concelho de Mafra, na margem direita do Rio Lizandro, na zona designada por Ribeira de Cheleiros[1]. Tem 11,52 km² de área[2] e 1347 habitantes (2011)[3].

Foi sede de concelho entre 1195 e 1836, data em que foi promovida a sede de freguesia do município de Sintra, passando para o de Mafra em 1855.[4]

A freguesia foi extinta (agregada) pela reorganização administrativa de 2012/2013,[5] sendo o seu território integrado na União das Freguesias de Igreja Nova e Cheleiros.

HistóriaEditar

Em 1 de Fevereiro de 1195, o reguengo de Cheleiros, recebeu Carta de Foral atribuída pelo rei D. Sancho I.[4]

No ano de 1304 o rei D. Dinis doou as terras integrantes da freguesia a Violante Lopes Pacheco[6] e no ano seguinte, confirmou a atribuição da Carta de foral[4]. Após a morte de Violante Pacheco em 1365, as terras passaram novamente para a reino.[7]

D. João I em 1420, doou Cheleiros a Gonçalves Vasques de Melo.[8] Por sua morte as terras foram herdadas pelo seu filho Martim Vasques de Melo que, não tendo descendentes, deu origem a que por sua morte Cheleiros passasse novamente para a coroa.[9]

Em 25 de Novembro de 1516 o rei D. Manuel agraciou novamente Cheleiros com Foral.[4]

Durante o reinado de Pedro II de Portugal, mais propriamente no ano de 1705, Cheleiros foi integrado na Casa do Infantado.[10]

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Cheleiros [11]
1801 1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
489 697 852 934 995 1 050 1 059 1 099 1 186 1 253 1 361 1 173 1 188 1 112 1 365 1 347

PatrimónioEditar

 
Arco da ponte antiga de Cheleiros e casario.

Personalidades ilustresEditar

Referências

  1. «O espaço da bacia hidrográfica da Ribeira de Cheleiros» (pdf). Direção-Geral do Património Cultural. Consultado em 16 de Junho de 2016. Cópia arquivada (PDF) em 16 de Maio de 2015 
  2. Instituto Geográfico Português, Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2012.1
  3. INE (2012) – "Censos 2011 (Dados Definitivos)", "Quadros de apuramento por freguesia" (tabelas anexas ao documento).
  4. a b c d «Rota do Património / Cheleiros / Percurso urbano» (pdf). Câmara Municipal de Mafra. Consultado em 16 de Junho de 2016. Cópia arquivada (PDF) em 16 de Junho de 2016 
  5. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Reorganização administrativa do território das freguesias, Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro, Anexo I. Acedido a 19/07/2013.
  6. a b «Igreja Paroquial de Cheleiros». DGPC (Direção-Geral do Património Cultural). Consultado em 16 de Junho de 2016. Cópia arquivada em 16 de Junho de 2016 
  7. a b «Pelourinho de Cheleiros». Consultado em 16 de Julho de 2016. Cópia arquivada em 16 de Julho de 2016 
  8. «Castanheira do Ribatejo e Cachoeiras / evolução histórica». Consultado em 16 de Julho de 2016. Cópia arquivada em 24 de Junho de 2016 
  9. «Archivo historico portuguez». 1906. p. 154. Consultado em 16 de Julho de 2016 
  10. PCP (20 de Maio de 2015). «Projeto de Lei n.º 954 /XII/4.ª» (pdf). Assembleia da República. Consultado em 16 de Julho de 2016 
  11. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  12. «Igreja de Nossa Senhora do Reclamador - Cheleiros». Arquivo Municipal de Mafra. Consultado em 16 de Junho de 2016. Cópia arquivada em 16 de Junho de 2016 

Ligações externasEditar


  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.