A Classe Liberty é uma classe de navios cargueiro construídos nos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial.[1]

SS John W. Brown navio da Classe Liberty (2000).

Com desenho original britânico, as plantas foram adaptadas pelo engenheiro naval norte-americano William Francis Gibbs surgindo navios de baixo custo e rápidos de construir.[2] Esta classe de navios simbolizou a produção industrial em massa da Segunda Guerra.[3]

Estaleiros editar

Cerca de dezoito estaleiros dos Estados Unidos construíram 2 751 navios do tipo Liberty entre os anos de 1941 e 1945. Esta é a maior classe de navios construídos em todos os tempos.[4] Os primeiros navios levaram cerca de 230 dias para serem construídos (o Patrick Henry levou 244 dias), mas o tempo médio de produção por navio caiu para 39 dias em 1943.[5]

  • Alabama Drydock and Shipbuilding, Mobile, Alabama
  • Bethlehem-Fairfield Shipyard, Baltimore, Maryland
  • California Shipbuilding Corp., Los Angeles, Califórnia
  • Delta Shipbuilding Corp., New Orleans, Luisiana
  • J. A. Jones, Panama City, Flórida
  • J. A. Jones, Brunswick, Geórgia
  • Kaiser Company, Vancouver, Washington
  • Marinship, Sausalito, Califórnia
  • New England Shipbuilding East Yard, South Portland, Maine
  • New England Shipbuilding West Yard, South Portland, Maine
  • North Carolina Shipbuilding Company, Wilmington, Carolina do Norte
  • Oregon Shipbuilding Corporation, Portland, Oregon
  • Richmond Shipyards, Richmond, Califórnia
  • St. Johns River Shipbuilding, Jacksonville, Flórida
  • Southeastern Shipbuilding, Savannah, Geórgia
  • Todd Houston Shipbuilding, Houston, Texas
  • Walsh-Kaiser Co., Inc., Providence, Rhode Island

Características técnicas editar

 
O SS Jeremiah O'Brien, em 2022.
  • Deslocamento: 14.245 toneladas bruta (14.474 t)
  • Comprimento: 135 m
  • Boca: 17,3 m
  • Calado: 8,5 m
  • Propulsão: Duas caldeiras a óleo, expansão tripla motor a vapor, eixo único, 2.500 cavalos de potência (1.864 kW)
  • Velocidade: 11-11,5 nós (20 a 21 km / h)
  • Autonomia: 23.000 milhas (37.000 km)
  • Capacidade de carga: 10.856 toneladas de porte bruto
  • Tripulação: 40 – 60 homens
  • Armamento: 1 canhão Stern de 102 mm montado no deck para utilização contra os submarinos. Metralhadoras anti-aérea.

Etapas de construção de um navio da classe Liberty editar

Construção de um navio Liberty no estaleiro Bethlehem Fairfield Inc. em Baltimore, Maryland (Março / Abril de 1943).

Bibliografia editar

  • Philip Kaplan, Jack Currie: Konvoi – Handels-Seeleute im Krieg 1939–1945, Verlag E.S. Mittler & Sohn, ISBN 3-81320-575-4.

Referências

  1. Chiles, James R "The Ships That Broke Hilter's Blockade: How a crash effort by amateur shipbuilders turned out twenty-seven hundred Liberty freighters in four years" (em inglês), inverno de 1988, Volume 3, edição 3. Invention and Technology Magazine na American Heritage
  2. Enciclopaedia Britannica. «William Francis Gibbs» (em inglês). Consultado em 6 de março de 2011 
  3. Flippen, J. B. (Abril de 2018). Speaker Jim Wright. Austin, Texas: University of Texas Press. p. 60. ISBN 9781477315149 
  4. Kennedy Hickman, Military History. «World War II: The Liberty Ship Program» (em inglês). About.com. Consultado em 6 de março de 2011 
  5. Davies, James (2004). «Liberty Cargo Ship» (PDF). ww2ships.com. p. 23. Consultado em 25 de março de 2008 

Ligações externas editar

  Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.