Abrir menu principal
Clemente
Informação geral
Nascimento 25 de maio de 1955 (64 anos)
Origem Setúbal
País Portugal Flag of Portugal.svg
Gênero(s) Popular
Ocupação(ões) Cantor
Instrumento(s) Vocal
Período em atividade Cantor : 1971 - presente

Clemente (Setúbal, 25 de Maio de 1955) é um cantor português.

PercursoEditar

Nasceu no bairro do Tróino, em Setúbal.[1] Começou por fazer parte dos Antecipação que lançaram um disco em 1972.

O seu primeiro disco a solo, lançado em 1973, foi um EP para a editora Rapsódia no Porto com quatro versões: "Céu" ("Ciel" de Gil Chazal), "Hello, Amor" ("Hello, my love" de Theo Van Es), "Meu Bom Jesus" (versão de "Petit Jesus" de J. Renard e Claude François) e "Escuta-me" ("Escuchame" de T. Martinez). De 1973 a 1979 edita anualmente um disco geralmente com versões, incluindo a versão portuguesa das canções vencedoras do Festival da Eurovisão, tendo feito a primeira incursão pela música tradicional portuguesa em 1978 com o LP "Cantigas Que o Povo Fez".

Em 1980 obtém um dos seus maiores sucessos com "Vais Partir", com que recebe Prata, Ouro e Platina, a primeira canção que grava para a editora Rossil. Os sucessos prosseguem com "Canção dos Teus Cabelos" e "Balada dos Caçadores", com que participou no Festival da Canção da Rádio Comercial.

Em 1983 assina contrato com a editora Polygram editando o seu primeiro single para aquela editora com a canção "Amore Mio" recebendo Disco de Ouro com o selo daquela editora.

Viajou pelas várias comunidades portuguesas, recebendo sempre fortes e calorosos aplausos e o apoio incondicional do público. Participa nos festivais Slanchev Briag (Bulgária/1984), Yamaha Song Festival Tóquio (Japão/1984), Porto Rico/1984, Canzoneta Malteza - Malta/1985, Festival do Mediterrâneo Turquia/1989 ou Tel Aviv (Israel/1990) onde recebe vários prémios, nomeadamente de interpretação.

Em 1995 muda de editora, assinando contrato com a Vidisco e lança o CD "Romântico" onde consegue mais uma vez um Disco de Ouro.

Em 1996 o cantor setubalense de renome internacional grava o CD "Pelo Meu Caminho" com arranjos de Ramon Gallarza, José Marinho e Hernâni Raposo onde é apresentado pela primeira vez a canção "Colmeia do Amor", outro dos estrondosos sucessos da carreira do cantor. No mesmo CD aparece pela primeira vez o dueto "Tu Só Tu" com Alexandra, versão portuguesa do sucesso internacional "Something's Stupid" interpretado originalmente por Frank Sinatra e sua filha Nancy. Também o dueto "Toureiro" com Neno, guarda redes/cantor português que jogou no Benfica, Vitória de Guimarães e Selecção Nacional para além ainda do tema açoreano "Nove Ilhas, Dez Amores".

A comemorar 35 anos de carreira lançou o CD "Sinto Amor no Ar" com o selo Vidisco.

Em 2010 lançou o seu site oficial. Edita ainda o disco "Viagens".

Em 2015 fez uma participação especial na série da RTP "Bem-Vindos a Beirais".

Clemente é presença assídua nos diversos programas de canais da televisão portuguesa, bem assim como em muitos canais internacionais.

Tendo conquistado vários Discos de Prata, Ouro e Platina durante a sua já longa carreira, recheada de inúmeros sucessos, CLEMENTE é certamente dos nomes mais respeitados e aplaudidos do panorama musical português, o que o obriga a inúmeras actuações em território nacional constantemente e a viajar frequentemente pelo mundo para cantar para os nossos compatriotas essencialmente, mas não só.

Ao longo da sua carreira, CLEMENTE foi agraciado com as seguintes distinções:

Cavaleiro Honorário da Casa de Bragança - Cruz de Mérito

Cavaleiro da Ordem Real do Leão do Ruanda

Medalha de Mérito da Casa Real da Geórgia

Nobilis Academia Sancti Ambrosii Martyris - Academico D'Onore

La Diputacion Del Capitulo Noble de Fernando VI - Cruz de Mérito

APM - Associação Portuguesa dos Autarcas Monárquicos - Medalha de Honra

Real Venerável E Muy Nobre Confraria do Santo Condestável São Frei Nuno De Santa Maria Álvares Pereira - Confrade Professo - Patrono - Insígnias

The International Crusade For Holy Relics - Prayer Knight

Fundação Histórico Cultural Oureana - Prémio de Carreira - Rei da Música Ligeira Portuguesa

Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa – Medalha de Mérito

Confrade da Confraria Gastronómica do Dão

Discografia

  • Sucessos De Clemente (1983 LP, Rossil)
  • Cartas De Amor (1984 LP, Polygram)
  • Fantasia (1987 LP, Polygram)
  • Clemente (1990 CD, Polygram)
  • Juntos Outra Vez (1992 CD, Polygram)
  • Frente Ao Mar (1994 CD, Polygram)
  • Romântico (1995 CD, Vidisco)
  • Pelo Meu Caminho (1996 CD, Vidisco)
  • Cantigas Que O Povo Fez (1999 LP, Ovação)
  • Cantigas Que O Povo Fez (1999 CD, Dismusica/Ovação)
  • É O Amor, Amor (2000/2001 CD, Dismusica/Musicoeste)
  • Nostalgia (2002 CD, Universal)
  • Se Deus Não Existisse (2003 CD, Paulinas Editoras)
  • Clemente 30 Anos (2005 CD, Vidisco)
  • Concerto Ligeiro (2008 CD, CVL)
  • Sinto Amor No Ar (2009 CD, Vidisco)
  • Viagens (2011CD)
  • Essencial (Ovação 2014)
  • Essencial 2 (Ovação 2017)
Singles e EP
  • Escuta-Me (1973 EP, Rapsódia)
  • Portugal "Fado Tropical" (1974 EP, Rapsódia)
  • À Porta Do Sol (1975 EP, Rapsódia)
  • C’Est Un Depart (1976 Single, Rapsódia)
  • Quero (1977 EP, Rapsódia)
  • A Ave E A Criança (1978 EP, Rapsódia)
  • Minha Mãe, Minha Mãe (1978 EP, Rapsódia)
  • A-Ba-Ni-Bi (1979 Single, Rapsódia)
  • Vais Partir (1981 Single, Rossil)
  • Balada Dos Caçadores (1981 Single, Rossil)
  • Canção Dos Teus Cabelos (1982 Single, Rossil)
  • Noites De Praia (1983 Single, [Rossil|Vidiofono])
  • Amore Mio (1983 Single, Polygram)
  • Quem Pensa Em Ti (1984 Single, Polygram)
  • A Vida À Minha Frente (1985 Single, Polygram)
  • Marinheiro (1986 Single, Polygram)
  • Canção de Recordar (1989 Single, Polygram)
  • Baila Cigana (1990 Single, Polygram)
  • Vamos Lá Pintar (1992 Single, Polygram)
Compilações
  • Os Maiores Sucessos (1988 LP, Polygram)
  • Os Maiores Sucessos (1993 CD, Polygram)
  • Os Maiores Êxitos (1997 CD, Vidisco)
  • Vais Partir (1997 CD, Caravela/EMI)
  • O Melhor De Clemente Vol. 1 (1998 CD, Polygram)
  • O Melhor De Clemente Vol. 2 (1998 CD, Polygram)
  • O Melhor De 2 - Clemente E Dino Meira (2001 CD, Universal)

Referências

  1. O Setubalense (29-02-2016), pág. 12.

Ligações externasEditar