Abrir menu principal

Gluconato de clorexidina

composto químico
(Redirecionado de Clorexidina)
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde fevereiro de 2011). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Searchtool.svg
Esta página ou seção foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.
Gluconato de clorexidina
Alerta sobre risco à saúde
Chlorhexidine.png
Nome IUPAC N',N'''''-hexane-1,6-diylbis[N-(4-chlorophenyl)(imidodicarbonimidic diamide)]
Outros nomes 1,1-bis hexametileno (5-p-Clorofenilbiguanida) di-D-Gluconato
Identificadores
Número CAS 55-56-1
PubChem 5353524
DrugBank APRD00545
ChemSpider 2612
Código ATC A01AB03
SMILES
Propriedades
Fórmula química C22H30Cl2N10
Massa molar 505.45 g mol-1
Aparência líquido
Ponto de fusão

134 °C

Solubilidade em água 0.8 g/L (solúvel)
Farmacologia
Ligação plasmática 87%
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

O gluconato de clorexidina (citado também como Digluconato de clorexidina ou Digliconato de Clorexidina, comercialmente às vezes chamado apenas de clorexidina) é um anti-séptico químico, com ação antifúngica e bactericida, capaz de eliminar tanto bactérias gram-positivas quanto gram-negativas. Possui também ação bacteriostática, inibindo a proliferação bacteriana.

Acredita-se que o mecanismo de ação ocorra através da ruptura da membrana celular, e não pela inativação por ATPase como se pensava anteriormente.[carece de fontes?]

Em 1979, a Clorexidina foi considerada pelo World Health Organization (WHO, Organização das Nações Unidas - ONU) como substância essencial e passou a ser um produto de primeira escolha. [1]

Sua toxidade conforme a DL 50 é de 1.800 mg/kg/dia (peso corporal) o que a torna praticamente atóxica, além de não ser poluente e não exalar gases.

Produtos contendo o Gluconato de Clorhexidina em altas concentrações devem ser mantidos longe dos olhos (podendo causar úlceras de córnea) e do ouvido médio (podendo provocar surdez), entretanto é utilizado em pequenas concentrações em algumas soluções para lentes de contato.

DisponibilidadeEditar

No Brasil é vendido principalmente pela RIOQUÍMICA com o nome de RIOHEX em diversas apresentações, aquosas, alcoólicas ou degermantes à (0,2% - 0,5% - 1% - 2% - 4%) e RIOHEX GARD 0,12% como enxaguatório bucal. As variações da clorexidina são encontrados na maioria das vezes no ambiente hospitalar, para uso doméstico também é encontrada no Merthiolate (nova fórmula), ou no Riohex 1% da Rioquímica, com o nome de PerioGard, fabricado pela Colgate-Palmolive, como o RiohexGard 012%. Em certos países está disponível apenas sob prescrição médica. No Reino Unido é vendido sob os nomes de Corsodyl ou Chlorohex, na Suécia como Descutan ou Hibiscrub, na Alemanha como Chlorhexamed, e na Austrália como Savacol. É utilizada, também, na Medicina Veterinária para combater a placa bacteriana e bactérias orais nos animais. O mais utilizado é o Hálito Dine fabricado pela Vansil Saúde Animal.[2]

Aplicações dentaisEditar

Ver também: Anti-sépticos, Anti-séptico bucal

É geralmente utilizado como ingrediente ativo em anti-sépticos bucais para combater a placa bacteriana e outras bactérias orais.

Produtos a base de gluconato de clorexidina geralmente são utilizados no combate ou prevenção de afecções gengivais como a gengivite. De acordo com a Colgate [3], não há provas de que o gluconato de clorexidina reduza cálculos subgengivais e em alguns estudos, foi capaz de aumentar esse depósito.

DesativaçãoEditar

A clorexidina é desativada por compostos aniônicos, incluindo o surfactante aniônico comumente utilizado como detergente em cremes dentais e soluções bucais. Por essa razão, soluções para enxágue bucal à base de clorexidina devem ser usadas, no mínimo, trinta minutos após outros produtos dentais. Para melhores efeitos, comer, beber, fumar e utilizar soluções de enxágüe devem ser evitada por no mínimo 30 minutos após o uso.

Outras aplicaçõesEditar

O Gluconato de clorexidina também é utilizado em aplicações não-dentais, mais notáveis sob os nomes de Oronine, Avagard, Hibiclens, Hibiscrub, ChloraPrep, BIOPATCH, e Exidine. Também é componente do antisséptico doméstico Savlon'. É geralmente utilizado na limpeza da pele em pré-operatórios e também em alguns pequenos procedimentos invasivos como substituto a soluções contendo Iodo.

A Clorexidina também é considerada a melhor e mais eficaz solução para sanitizar e desinfetar equipamentos, utensílios, superfícies, ambientes e também é utilizado na limpeza CIP. É utilizada em frigoríficos, abatedouros, laticínios, e indústrias de alimentos em geral.[carece de fontes?]

Como também o Neogidine para uso veterinário (para o controle de doenças respiratórias em aves e suínos) e o Neoprodine antibacteriano (melhorador de desempenho) para Aves e Suinos.

Referências

  • Chlorhexidine Official FDA information, side effects and uses. Drug information Online. Drugs.com (Revised 11/2006). Retrieved on 2007-10-08. Drugs.com state that this information comes directly from the FDA
  • THE MOST COMMON TOPICAL ANTIMICROBIALS. Care of the umbilical cord. World Health Organization (1998). Retrieved on 2007-10-08.
  • https://web.archive.org/web/20070206025319/http://www.freshbreath.ca/fbcpubs.html
  • Denton W , Chlorhexidine In: Sterilisation and Preservation 5th Edition, Block SS, eds. Lippincott Williams & Williams, Philadelphia, 2001; 321-36

Ligações externasEditar

Ver tambémEditar