Cneu Domício Enobarbo (morto em 81 a.C.)

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Cneu Domício Enobarbo.

Cneu Domício Enobarbo (em latim: Gnaeus Domitius Ahenobarbus; m. ) foi um político da gente Domícia da República Romana no século I a.C., filho do cônsul em 96 a.C. Cneu Domício Enobarbo, irmão do cônsul em 54 a.C. Lúcio Domício Enobarbo e marido de Cornélia Cinila, filha de Lúcio Cornélio Cina, cônsul em 87 a.C.[1].

Cneu Domício Enobarbo
Nascimento 110 a.C.
Morte 81 a.C.
Cidadania Roma Antiga
Progenitores
Cônjuge Cornelia Major
Irmão(s) Lúcio Domício Enobarbo
Ocupação político

HistóriaEditar

Na Primeira Guerra Civil de Sula, entre Caio Mário e Lúcio Cornélio Sula, Enobarbo se aliou ao primeiro. Quando Sula venceu, em 82 a.C., foi proscrito e fugiu para a África, onde se juntou a outros membros do partido dos populares que estavam na mesma situação. Com a ajuda do rei númida Hiarbas, Enobarbo conseguiu juntar um exército, mas foi derrotado em Útica, em 81 a.C., por Pompeu, enviado por Sula para enfrentá-lo, e acabou morto durante o ataque ao seu acampamento. Segundo alguns relatos, ele teria sido executado depois da batalha por ordem de Pompeu[2][3][4][5][6].

Árvore genealógicaEditar

Referências