Colégio Centenário

O Colégio Centenário é um colégio metodista situado na Rua Dr. Turi, Centro, no município de Santa Maria, no Rio Grande do Sul.

Hino do Colégio Centenário.

Querido Centenário
Nós te amamos
Com muita afeição
A ti nós vamos
Tu és o nosso Lar
No ano escolar
Oh Centenário!
Oh Centenário!
Nosso colégio é bom
É a brilhante luz
Que a boa instrução
A todos nós conduz
Dá-nos belas lições
E também diversões
Oh Centanario!
Oh Centenário!

HistóriaEditar

Seu nome[1] deriva da data de fundação, 27 de março de 1922, no exato ano do primeiro centenário da Independência do Brasil. Suas fundadoras[2] foram duas missionárias estadunidenses da Igreja Metodista, Miss Eunice Andrew e Miss Louise Best. O financiamento foi obtido através de um esforço particular das Sociedades Metodistas de Senhoras dos Estados Unidos da América, como parte das celebrações do Centenário das Missões Metodistas, e a pedra fundamental foi lançada no dia 7 de setembro do ano anterior.

No início, era apenas um chalé[3], mas, com o passar dos anos, diversos prédios foram construídos e a escola passou a oferecer cursos de todos os níveis, desde a pré-escola até o curso superior, para o que se encontra integrada à Faculdade Metodista de Santa Maria - FAMES (nos mesmos prédios). O estilo arquitetônico segue o modelo das universidades dos Estados Unidos da América, lembrando a forma de uma casa, com telhado triangular e parede de tijolos sem cobertura.

Seu lema, desde o começo, foi "educar a mente a pensar, o corpo a agir e o coração a sentir", refletindo a meta de uma formação integral do aluno. Sendo inicialmente um colégio somente para meninas, passou a aceitar meninos na década de 1970. Além disso, durante décadas houve um regime de internato para moças, hoje desativado. Em 2007, o prédio inaugural, o mais antigo e histórico, sofreu um incêndio[4] e ainda não foi reconstruído.

Desde 2006, o Colégio Metodista Centenário integra a Rede Metodista de Educação e é dirigido por um conselho diretor que representa a Igreja Metodista (cuja presença na cidade também é histórica e centenária), perdendo portanto o modelo de direção "familiar" mantido desde o tempo das fundadoras.

Notas históricasEditar

 
Vista do prédio incendiado em 2007, provavelmente da década de 1970 (foto de Márcia Barreto).
 
Vista aérea do colégio nos anos 70.
  • No primeiro aniversário da escola, em 1923, as alunas depositaram ramos verdes nas mesas de toalha branca do internato, dando origem às cores do colégio: branco e verde - simbolizando pureza e esperança. O colégio imediatamente as incorporou a seu uniforme personalizado.
  • Nas expedições paleontológicas ocorridas nas décadas de 40 e 50, Llewellyn Ivor Price se hospedou no colégio.
  • Nesses 96 anos, o Centenário manteve diversos cursos úteis à comunidade, tais como: jardim de infância, curso primário, admissão, ginasial, secundário, normal, madureza, auxiliar de escritório, auxiliar de laboratório de análise química, classe especial para crianças excepcionais, universidade da terceira idade e técnico de informática.
  • Os alunos sempre participaram das prestigiadas Olimpíadas Metodistas.
  • O colégio teve o primeiro ginásio da cidade (o famoso "pavilhão"), todo em madeira e que foi demolido em 1984 para a construção de um mais moderno.

Lista de diretoresEditar

Diretores
Professor(a) Período
Miss Eunice F. Andrew 1922-1936
Miss Louise Best 1937-1957
Miss Florence Ruth Ford 1958-1962
Profa. Nely M. Gaspary 1963-1965
Profa. Herta Pulmann Chagas 1966-1980
Profa. Leonina F. Oliveira 1981-1989
Profa. Cléo Wollenhaupt 1989-1990
Rev. Carlos Nunes Bueno 1990-1992
Profa. Elizabeth Soares Coelho 1993-2006
Prof. Flavio Antonio Setembrino Pereira 2006-2017
Prof. Marcos Wesley da Silva Em exercício

Atualmente o colégio possui um conselho diretor ligado à Igreja Metodista local.

Alunos ilustresEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. Histórico
  2. Nota sobre a fundação da escola
  3. Foto do chalé original
  4. «Incêndio destrói escola». Consultado em 13 de junho de 2010. Arquivado do original em 18 de julho de 2011 

Ligações externasEditar

  A Wikipédia possui o

Portal Santa Maria
da Boca do Monte


Leitor, participe do projeto

"Vamos todos wikificar Santa Maria."