Abrir menu principal
Colégio da Europa
Tipo universidade
Inauguração 1949 (70 anos)
Website oficial
Geografia
Localização Bruges
País Bélgica, Polônia

O Colégio da Europa (francês: Collège d'Europe) é um instituto universitário independente de estudos europeus de pós-graduação fundado em 1949. Possui dois campi, um com sede em Bruges, na Bélgica, e, desde 1993, em Natolin (Varsóvia), na Polónia. O instituto possui o estatuto de "Institution of Public Interest”, de acordo com a lei belga.

Os alunos são geralmente selecionados em cooperação com os Ministério das Relações Exteriores de seus países, e a entrada é altamente competitiva.O Colégio da Europa é bilíngüe, e os alunos devem ter proficiência em inglês e francês. Os alunos recebem um diploma de mestrado avançado após um programa de um ano.

De acordo com o The Times, "o Colégio da Europa na cidade belga medieval de Bruges representa na elite política europeia o que a Harvard Business School é na vida corporativa americana".[1] The Economist o descreve como "uma escola de aperfeiçoamento de elite para os aspirantes a eurocratas"[2] O "Financial Times" descreve o colégio como a elite da Europa.[3] O ex-Comissário Europeu para a Educação, Ján Figel, descreveu o colégio como "um dos centros mais emblemáticos de estudos europeus na União Europeia".[4] Ele também tem sido descrito como "o lugar de liderança para estudar os assuntos europeus"[5] e como "o centro de treinamento de elite para a classe política da União Europeia".[6]

HistóriaEditar

Foi fundado em 1949 pelos líderes europeus fundadores da União Europeia como Salvador de Madariaga, Winston Churchill, Paul-Henri Spaak e Alcide De Gasperi, logo após o do Congresso de Haia de 1948, para promover um espírito de solidariedade e compreensão mútua entre todas as nações da Europa Ocidental, para fornecer treinamento para indivíduos que defendem esses valores e "para treinar uma elite de jovens executivos para a Europa."[7]

Graças aos esforços dos cidadãos, liderados principalmente pelo padre/reverendo Karel Verleye, a cidade de Bruges foi escolhida como sede do instituto. O professor Hendrik Brugmans foi o seu primeiro reitor, durantes os anos 1950-1972.[8]

As transformações nas regiões central e leste da Europa após a queda do comunismo culminaram no estabelecimento do segundo campus, em Natolin (Varsóvia), após apoio da Comissão Europeia e do governo polaco. O Colégio agora opera como “um Colégio – dois campi”, e o que anteriormente se referia ao “esprit de Bruges” hoje se conhece como “esprit du Collège”.

Em 2012 o Colégio da Europa tournou-se membro apoiador do Movimento Europeu, sublinhando a relação estreita do Movimento Europeu com a criação do Colégio da Europa.[9]

Em 2019 Herman van Rompuy foi escolhido como presidente do conselho do Colégio da Europa. Entre 2009-2019 o posto foi ocupado pelo político espanhol Íñigo Méndez de Vigo.[10]

Referências

  1. Jonathan Oliver (25 de abril de 2010). «Which way will Nick Clegg turn?». The Times. Consultado em 17 de setembro de 2011. Cópia arquivada em 20 de abril de 2010 
  2. «Charlemagne: Free the Strasbourg 626». The Economist. 5 de fevereiro de 2004. Consultado em 17 de setembro de 2011 
  3. Tony Barber (20 de abril de 2010). «Europe in joyous disbelief over Nick Clegg and the Lib Dems». Financial Times. Consultado em 17 de setembro de 2011. Cópia arquivada em 17 de setembro de 2011 
  4. «The Commissioners – Profiles, Portfolios and Homepages» (PDF). Europa (web portal). Consultado em 22 de abril de 2012 
  5. Nicholas Hirst (18 de outubro de 2011). «The Bruges mafia». Flanders Today. Consultado em 26 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 26 de outubro de 2010 
  6. Richard Orange (23 de setembro de 2011). «Meet 'Gucci Helle,' slated to be Denmark's first female prime minister». GlobalPost. Consultado em 26 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 26 de outubro de 2010 
  7. "Le rôle du Collège d'Europe" [The role of the College of Europe], Journal de Bruges et de la Province, 7 October 1950, Vol. 114, No. 78, p. 1
  8. «Hendrik BRUGMANS † (1950-1972) | College of Europe». www.coleurope.eu. Consultado em 14 de agosto de 2019 
  9. «EMI Board approves new Membership applications». EMI (em inglês). Consultado em 14 de agosto de 2019 
  10. «Appointment of the new President of the Administrative Council | College of Europe». www.coleurope.eu. Consultado em 14 de agosto de 2019 

Ligações externasEditar