Abrir menu principal
Constantino Armenópulo
Nascimento 1320
Morte 1383 (63 anos)
Nacionalidade Império Bizantino
Ocupação Jurista
Principais trabalhos
  • Hexábiblos
Religião Ortodoxia Oriental

Constantino Armenópulo ou Constantino Harmenópulo (em grego: Κωνστανίνος Ἁρμενόπουλος; transl.: Konstantínos Armenópoulos; 1320 - 1383)[1] foi um jurista bizantino, nascido na Grécia. De acordo com um documento assinado por ele em 1345, sabe-se que foi um sebasto e juiz em Tessalônica. Por 1349, foi também um nomofílax e após 1359 um juiz universal (katholikos kritēs),[2] um dos mais altos postos na burocracia do Império Bizantino e que corresponde ao moderno posto grego de Chefe da Justiça do Tribunal de Apelações.[3]

Constantino é amplamente reconhecido como autor do Hexábiblos (seis livros), também conhecido como Procheiron nomon (manual das leis), de 1344-1345.[3] Nesta obra ele compila uma ampla gama de fontes legais bizantinas, mais notadamente a Sinopse das Basílicas, o livro de Miguel Ataliates, a Sinopse Menor, o Peira e o trabalho de Juliano de Ascalão. Armenópulo organizou o material legal num novo sistema, que o fez mais fácil de usar e assim enormemente popular, a ponto de ser adotado por vários países eslavos e servir como fonte do código legal grego[2] entre 1828 e 1946.[4] Além do Hexábiblos, atribuiu-se a Armenópulo a autoria de uma Epítome dos cânones (Epitone canonum), que contêm os cânones com cometários, uma confissão da fé e um tratado sobre heresias, e um Léxica, um encômio sobre São Demétrio.[2]

Referências

  1. Papaconstantinou 2009, p. 18.
  2. a b c Kazhdan 1991, p. 902.
  3. a b «The Hexabiblos». Consultado em 16 de julho de 2014 
  4. Ricks 1998, p. 36.

BibliografiaEditar

  • Papaconstantinou, Arietta; Alice-Mary Maffry Talbot (2009). Becoming Byzantine: Children and Childhood in Byzantium. [S.l.]: Harvard University Press. ISBN 0884023567 
  • Kazhdan, Alexander Petrovich (1991). The Oxford Dictionary of Byzantium. Nova Iorque e Oxford: Oxford University Press. ISBN 0-19-504652-8 
  • Ricks, David; Paul Magdalino (1998). Byzantium and the modern Greek identity. [S.l.]: Ashgate. ISBN 0860786137