Alexander Kazhdan

Alexander Petrovich Kazhdan (em russo: Александр Петрович Каждан; 3 de setembro de 1922 – 29 de maio de 1997) foi um historiador soviético-americano especialista no Império Bizantino (bizantinista).

Alexander Kazhdan
no Simpósio de Estudos Bizantinos de 1992, Dumbarton Oaks
Nome completo Alexander Petrovich Kazhdan
Conhecido(a) por Oxford Dictionary of Byzantium
Nascimento 3 de setembro de 1922
Moscou, União Soviética
Morte 29 de maio de 1997 (74 anos)
Washington, D.C.
Alma mater Universidade Estatal de Moscou

BiografiaEditar

Nascido em Moscou, Kazhdan estudou no Instituto Pedagógico de Ufa e na Universidade Estatal de Moscou, onde estudou com o historiador da Inglaterra medieval, Evgenii Kosminskii.[1] Um projeto da União Soviética pós-guerra para reavivar a escola russa Bizantinista, levou Kazhdan escrever uma tese sobre a história agrícola do Império Bizantino tardio (publicado em 1952 como Agrarnye otnosheniya v Vizantii XIII-XIV vv.) Apesar de uma crescente reputação no seu campo, o preconceito anti-semita da Academia Soviética da era de Stalin, foi forçada aceitar uma série de posições impostas por Kazhdan como professor provincial (em Ivanovo, 1947-49, e Tula, 1949-1952).[1] Após a morte de Stalin em 1953, a situação de Kazhdan melhorou, e foi contratado por uma faculdade em Velikiye Luki. Em 1956, ele finalmente obteve uma posição no Instituto de História da Academia Soviética de Ciências, onde permaneceu até deixar a União Soviética em 1978.

Referências

  1. a b Bryer, Anthony. "Obituary: Alexander Kazhdan." The Independent. 5 June 1997. Retrieved August 28, 2010.

BibliografiaEditar

  • Cutler, Anthony (1992). «Some talk of Alexander». Dumbarton Oaks Papers. 46: 1–4. ISSN 0070-7546 
  • Franklin, Simon (1992). «Bibliography of works by Alexander Kazhdan». Dumbarton Oaks Papers. 46: 5–26. ISSN 0070-7546