Abrir menu principal

Constantino II da Bulgária

Disambig grey.svg Nota: Para outras pessoas de mesmo nome, veja Constantino II (desambiguação).
Constantino II
Imperador da Bulgária
Reinado 13961422
Antecessor(a) João Esracimir
Sucessor(a) Segundo Império Búlgaro extinto e anexado ao Império Otomano
Dinastia Shishman
Morte 17 de setembro de 1422
  Belgrado
Pai João Esracimir
Mãe Ana Bassarabe

Constantino II (em búlgaro: Константин II - Konstantin II) foi o último imperador da Bulgária, reinando entre 1397 e 1422. Ele nasceu no início da década de 1370 e morreu no exílio, na corte sérvia em 17 de setembro de 1422. Constantino II era o titular do Império Búlgaro era aceito como imperador pelos governos estrangeiros, apesar de ser frequentemente omitido das listas de monarcas búlgaros.

HistóriaEditar

Constantino II Asen era filho de João Esracimir com Ana, a filha do príncipe Nicolau Alexandre da Valáquia. Ele foi coroado coimperador pelo pai em ou pouco antes de 1395, mesmo ano em que foi enviado numa missão à antiga capital búlgara de Tarnovo.

Não se sabe quase nada sobre a situação de Constantino II depois da prisão de seu pai pelo sultão otomano Bajazeto I em 1396. Na época, João vinha contribuindo com soldados na luta das nações cristãs contra os muçulmanos do Império Otomano. Depois da Batalha de Nicópolis, o Czarado de Vidim finalmente passou para a esfera de influência dos otomanos[1][2].

Alguns historiadores búlgaros propõem que o território de Vidim - ou pelo menos parte dele - pode ter permanecido sob o controle de Constantino II quase até a sua morte em 1422. Juntamente com seu primo Fruzhin, um filho de João Sismanes, Constantino II se aproveitou do interregno otomano para liderar uma revolta anti-otomana no noroeste da Bulgária. Constantino II também se aliou com o déspota sérvio Estêvão Lazarević e com o voivoda da Valáquia Mircea I. A revolta durou meia-década (1408-1413) e se espalhou por quase toda a Bulgária até que os rebeldes foram finalmente subjugados pelo sultão otomano Muça, o Cavalheiro.

Os búlgaros tentaram compensar suas perdas se aliando com o irmão - e rival - de Musa, Maomé I, o Cavalheiro, mas a vitória deste em 1413 acabou com o plano. Depois disso, Constantino passou o resto da vida no Reino da Hungria e no Despotado da Sérvia. Seus últimos territórios na Bulgária foram anexados em 1422 e, logo depois, ele próprio faleceu na corte sérvia em 17 de setembro de 1422.

Constantino II foi o último imperador da Bulgária e sua deposição e morte em 1422 marcam o final do Segundo Império Búlgaro. A conquista otomana havia começado para valer meio século antes, em 1396, e só terminaria mais de 450 anos depois, no Tratado de San Stefano, em 1878.

FamíliaEditar


Ver tambémEditar

Constantino II da Bulgária
Nascimento: ? Morte: 1422
Títulos reais
Precedido por:
João Esracimir
— TITULAR —
Imperador da Bulgária
1397–1422
Motivo da não sucessão:
Exilado na Sérvia
Adormecido
Próximo detentor do título:
Alexandre I (1878)
como knyaz da Bulgária

Referências

  1. A Concise History Of Bulgaria, Cambridge Concise Histories, R. J. Crampton, Cambridge University Press, 2005, ISBN 0521616379, p. 28.
  2. The Late Medieval Balkans: A Critical Survey from the Late Twelfth Century to the Ottoman Conquest, John Van Antwerp Fine, University of Michigan Press, 1994, ISBN 0472082604, pp. 423-425.

BibliografiaEditar

  • John V.A. Fine, Jr., The Late Medieval Balkans, Ann Arbor, 1987.
  • Ivan Tjutjundžiev and Plamen Pavlov, Bălgarskata dăržava i osmanskata ekspanzija 1369–1422, Veliko Tărnovo, 1992.

Ligações externasEditar