Abrir menu principal

Constantino Manasses

Constantino Manasses
Nascimento 1130
Constantinopla
Morte 1187 (57 anos)
Lepanto
Cidadania Império Bizantino
Ocupação ministro, historiador, escritor, sacerdote, poeta
Religião cristianismo ortodoxo

Constantino Manasses (em grego: Κωνσταντῖνος Μανασσῆς; ca. 1130 - ca. 1187) foi um cronista do Império Bizantino que viveu no século XII durante o reinado de Manuel I Comneno (r. 1143 - 1180).

Vida e obrasEditar

Ele foi o autor de uma crônica (ou sinopse histórica) dos eventos desde a criação do mundo expressa na Bíblia até o final do reinado de Nicéforo III Botaniates (1081), patrocinada por Irene Comnena, a cunhada do imperador. A crônica tem por volta de 7.000 linhas no chamado verso político e ganhou grande popularidade, aparecendo posteriormente também numa versão em prosa. Ela foi também traduzida para o búlgaro e eslavônico no século XIV, sendo também estas versões muito populares.

Manasses também escreveu um romance poético, Os amores de Aristandro e Caliteia, também em verso político, conhecido apenas por fragmentos preservados no jardim de rosas de Macano Crisocéfalo (século XIV). Ele escreveu também uma biografia de Opiano e algumas peças descritivas (todas, exceto uma, não publicadas) sobre assuntos artísticos e diversos.

InfluênciaEditar

Em 1969, a Bulgária emitiu dois conjuntos de selos mostrando importantes cenas da crônica para celebrá-la.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Crônica de Constantino Manasses