Copa Latina de 1949

A Copa Latina de 1949 foi a primeira edição da Copa Latina, torneio de futebol organizado pelas federações nacionais da Espanha (RFEF) — organizadora do evento—, Itália (FIGC), França (FFF), Portugal (FPF) e aprovado pela FIFA para designar para a melhor associação e clube do sul da Europa.

Copa Latina de 1949
Dados
Participantes 4
Anfitrião Espanha
Período 26 de junho3 de julho
Gol(o)s 20
Partidas 4
Média 5 gol(o)s por partida
Campeão Barcelona (1º título)
Vice-campeão Sporting
Melhor marcador Portugal Peyroteo (Sporting) – 3 gols
Soccerball.svg 1950 ►►

Devido ao fato de que a UEFA —a maior instituição de futebol da Europa—, nasceu tardiamente em 1954,[1] eram as suas próprias federações nacionais que zelavam pelo futebol em cada região do velho continente, e assim a competição começou no dia 26 de junho entre os quatro clubes campeões de cada campeonato, um para cada federação representada.

A competição surgiu por iniciativa do jornalista Alberto Martín, que encaminhou a proposta ao General Moscardó, que levou o assunto à Federação Espanhola. Foi então o seu presidente Armando Muñoz Calero quem o lançou.[2] Depois de contar com a cooperação e aprovação de três outras federações de futebol, foi decidido que seria disputado no período de verão, uma vez terminadas as respectivas competições de cada país.[2] A FIFA posteriormente o reconheceu na lista de clubes, apesar de a competição inicial ter sido entre federações.[3][4]

Ficou decidido que seria disputado em ciclos de quatro edições para definir o campeão, cada país seria alternadamente o organizador. Como promotores, a Espanha sediou esta primeira edição, estabelecendo os jogos sediados em Madri, que também sediou a final, e Barcelona.

A final, disputada em um único jogo, opôs Barcelona contra Sporting no Novo Estádio Chamartín de Madri.

A equipa vencedora desta primeira edição foi o Barcelona depois de vencer por dois gols a um, conseguindo assim o seu primeiro título internacional oficial.[5]

O Torino, atingido um mês antes pela tragédia de Superga, participou com uma equipe mista de jovens e primeiras compras no mercado de transferências, porém vendendo as chances de sucesso irremediavelmente comprometidas.

ParticipantesEditar

Equipe Classificação
  Barcelona Campeão da La Liga de 1948–49
  Torino Campeão da Serie A de 1948–49
  Reims Campeão da Divison 1 de 1948–49
  Sporting Campeão da Primeira Divisão de 1948–49

Fase finalEditar

Os primeiros jogos da competição decorreram em 26 de junho entre Sporting e Torino, equipe que compareceu com a sua juventude devido ao acidente aéreo em que morreu grande parte dos seus membros, e entre Barcelona e Stade de Reims. As partidas terminaram respectivamente com uma vitória do Sporting por três gols a um no Estádio Metropolitano de Madrid e com uma vitória por 5–0 para o Barcelona no Les Corts em Barcelona. Arbitrados pelo árbitro francês Victor Sdez perante 35.000 espectadores e pelo italiano Giacomo Bertolio, deixaram o português Fernando Peyroteo como o primeiro artilheiro do torneio, marcando um hat-trick naquela partida de abertura.

Registou-se uma média de pontuação elevada, sendo oito o recorde de gols num jogo, para uma média de cinco por jogo marcados por 13 jogadores diferentes.

O Barcelona venceu o Sporting por 2–1 na final com gols de Josep Seguer e Estanislao Basora no Novo Estádio Chamartín em Madri, dando à Espanha os quatro primeiros pontos da competição. Na disputa pelo terceiro e quarto lugar, os italianos venceram os franceses por 5–3 em uma grande partida.

  Semifinais Final
26 de junho (Barcelona)
   Barcelona  5  
   Reims  0  
 
3 de julho (Madri)
       Barcelona  2
     Sporting  1
Terceiro lugar
26 de junho (Madri) 3 de julho (Barcelona)
   Sporting  3    Torino  5
   Torino  1      Reims  3

SemifinaisEditar

26 de junho Sporting   3 – 1   Torino Metropolitano, Madri

Peyroteo   15',   26',   58' Marchetto   54' Público: 35 000
Árbitro:  FRA Victor Sdez
  • Sporting: Azevedo; Octávio e Barrosa; Juvenal da Silva, Veríssimo e Manuel Marques; Carlos Canário, Albano, Peyroteo, José Travassos (João Martins), Jesus Correia e Manuel Vasques.
  • Torino: Gandolfi; Nay e Cuscela; Bersia, Macchi (Giuliano) e Giammarinaro; Gremese, Carapellese, Marchetto, Pravisano e Frizzi.

26 de junho Barcelona   5 – 0   Reims Les Corts, Barcelona

Seguer   5'
Nicolau   25'
César Rodríguez   59',   67'
Canal   73'
Árbitro:  ITA Giacomo Bertolio

Disputa pelo terceiro lugarEditar

3 de julho Torino   5 – 3   Reims Les Corts, Barcelona

Pravisano   2',   58'
Marchetto   18'
Carapellese   63',   75'
Sinibaldi   40'
Méano   62'
Flamion   76'
Árbitro:  ESP Ramón Azón Roma
  • Torino: Gandolfi; Nay e Cuscela; Bersia e Giuliano; Gremese, Benjamín Santos, Carapellese, Marchetto, Pravisano e Frizzi.
  • Reims: Paul Sinibaldi; Jacowski, Jonquet e Marche; Petitfils; Bini, Batteux, Pierre Sinibaldi, Noël Sinibaldi, Flamion e Méano.

FinalEditar

3 de julho Barcelona   2 – 1   Sporting Chamartín, Madri

Seguer   10'
Basora   50'
Jesús Correia   28' Árbitro:  FRA Victor Sdez

PremiaçãoEditar

Copa Latina de 1949
 
BARCELONA
Campeão
(1º título)

Referências

  1. «Nacimiento de la UEFA». UEFA.com. Consultado em 20 de fevereiro de 2022 
  2. a b «La curiosa aventura de la Copa Latina». Diario El País. Consultado em 20 de fevereiro de 2022 
  3. «Raúl y Di Stéfano, de leyenda a leyenda». FIFA. Consultado em 20 de fevereiro de 2022 
  4. «Barça-Juve: Historia de una rivalidad vibrante». FIFA. Consultado em 20 de fevereiro de 2022 
  5. «Barcelona, 1949. El primer título europeo. La Copa Latina». Arquivado do original em 26 de abril de 2016