Descobrimentos espanhóis

Os descobrimentos espanhóis foram o conjunto de conquistas realizadas pelos espanhóis em viagens e explorações marítimas.

O Mapa de Juan de la Cosa (1500), mais antiga carta náutica em que a América do Sul está representada, foi confeccionado após a descoberta do Brasil pelo navegador espanhol Vicente Yáñez Pinzón.[1]

Os Reis Católicos de Espanha financiaram a exploração de Cristóvão Colombo que resultou no descobrimento da América em 12 de outubro de 1492. A verdadeira intenção do navegador genovês era chegar às Índias por meio do Oceano Atlântico de forma a diretamente negociar com os produtores dos bens que os espanhóis adquiriam por meio de intermediários.[2]

No dia 26 de janeiro de 1500, o codescobridor do continente americano Vicente Yáñez Pinzón avistou o cabo de Santo Agostinho, promontório localizado no atual estado de Pernambuco, tornando-se o primeiro europeu a atingir o Brasil.[3][1]Entretanto, a navegação de navios castelhanos ao longo da costa brasileira não produziu consequências. A chegada de Pinzón pode ser vista como um simples incidente da expansão marítima espanhola. Por isso, considera-se que Pedro Álvares Cabral descobriu o Brasil.[4] Entretanto, a navegação de navios castelhanos ao longo da costa brasileira não produziu consequências. A chegada de Pinzón pode ser vista como um simples incidente da expansão marítima espanhola. Por isso, considera-se que Pedro Álvares Cabral descobriu o Brasil.[4]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b Henri Beuchat. «Manual de arqueología americana» (em espanhol). p. 77. Consultado em 23 de abril de 2019 
  2. «Descoberta da América: As viagens de Cristóvão Colombo». educacao.uol.com.br. Consultado em 19 de agosto de 2019 
  3. Antonio de Herrera y Tordesillas. «Historia general de los hechos de los Castellanos en las islas y tierra firme de el Mar Oceano, Volume 2». p. 348. Consultado em 22 de abril de 2019 
  4. a b «Primeira Missa». Enciclopédia Delta de História do Brasil. [S.l.]: Editora Delta S/A. 1969. p. 1439 
  Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.