Destilação a vapor

A destilação a vapor ou destilação por arraste de vapor é uma destilação que usa vapor de água em substâncias imiscíveis, em geral compostos orgânicos, tendo como vantagem o fato da mistura a ser destilada entrar em ebulição abaixo de 100°C.

Steam Distillation Apparatus
Montagem de equipamento de laboratório para destilação por arraste de vapor

PrincípioEditar

Misturas imiscíveis não se comportam como soluções, mantendo suas pressões de vapor constantes, como se estivessem puros no sistema. Assim, seguindo a lei de Dalton, onde a pressão total de vapor do sistema é a soma das pressões de vapor de cada substância pura, elas evaporam a temperaturas menores do que se estivessem sozinhas, pois a pressão de vapor da mistura será sempre mais alta que a de seus constituintes puros. Por isso, uma mistura de um composto de alto ponto de ebulição e água poderá ser destilada à temperatura menor que 100°C a 760 mmHg. Observe que o ponto de ebulição de uma mistura de dois componentes imiscíveis difere assim daquele observado para líquidos miscíveis[1].

UsosEditar

O uso deste processo permite, como observado, diminuir o ponto de ebulição da mistura, podendo evitar a decomposição térmica desta (o que também pode ser obtido com uma destilação sob pressão reduzida). A deslocação do ar pelo vapor também protege as substâncias da oxidação. Pode-se ainda realiza-la a pressao reduzida, aplicável a compostos de baixas tensões de vapor como ácidos gordos de elevado peso molecular, ou a misturas em que um dos componentes esteja em concentração baixa. É aplicavel ainda a álcoois gordos, óleos, frações de petróleo e ceras[2] e nos seguintes casos:

  • Para separar ou purificar substâncias contaminadas com impurezas resinosas;
  • Para retirar solventes com elevado ponto de ebulição, quando em solução existe uma substância não volátil;
  • Para separar substâncias pouco miscíveis em água cuja pressão de vapor seja próxima à da água a 100 °C, o que é muito importante para as substâncias que se decompõem nestas temperaturas.

Extração de óleos essenciaisEditar

Na preparação de essências vegetais por destilação a vapor, água é aquecida num recipiente e o vapor resultante desse processo é bombeado sob pressão para um outro recipiente, onde se encontra o material vegetal. O calor do vapor faz com que as paredes celulares se abram. Dessa forma, o óleo que está entre as células evapora junto com a água e vai para o tubo de arrefecimento. Os óleos essenciais não se misturam. Ficam sobre a água por serem mais leves. Portanto, podem ser facilmente separados, muitas vezes utilizando o processo de relargagem.

Referências

  1. Soares, Bluma Guenther; Souza, Nelson Ângelo; Pires, Dario Xavier. Química Orgânica: Teoria e Técnicas de Preparação, Purificação e Identificação de Compostos Orgânicos, Rio de Janeiro: Editora Guanabara S.A., 1988
  2. J.L.O. Pombeiro, Armando. Técnicas e operações unitarias em química laboratorial, Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1991
  Este artigo sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.