Abrir menu principal

Composto orgânico

substâncias químicas que contêm na sua estrutura Carbono e ligações covalentes C-H
Acetona ou propanona

Os compostos ou moléculas orgânicas são, na sua generalidade, as substâncias químicas que contêm na sua estrutura Carbono e ligações covalentes C-H, ou substâncias que sejam derivados destas (por exemplo o CCl4, derivado do clorofórmio). Na realidade, quase todos os compostos com carbono pertencem a esta classe de compostos, à exceção dos carbetos (CaC2, Ag2C2, entre outros), carbonatos e bicarbonatos (Na2CO3 e NaHCO3, respetivamente), cianetos (HCN), óxidos de carbono (CO e CO2), assim como os alótropos do carbono grafite e grafeno, diamante e o fulereno.[1] As moléculas orgânicas apresentam geralmente outros elementos como o oxigênio, nitrogênio, enxofre, fósforo, boro, halogênios entre outros.[1]

Glicose

As moléculas orgânicas podem ser:

  • Moléculas orgânicas naturais: Encontram-se na natureza e são sintetizadas pelos seres vivos, denominadas biomoléculas, que são estudadas pela bioquímica. Podem, no entanto, ser sintetizadas em laboratório.
  • Moléculas orgânicas artificiais: São substâncias orgânicas que não existem na natureza e têm sido fabricadas pelo ser humano, como os plásticos. A maioria dos compostos orgânicos puros são produzidos artificialmente.[2]

A linha que divide as moléculas orgânicas das inorgânicas[1] tem originado polêmicas e historicamente tem sido arbitrária, porém, geralmente os compostos orgânicos apresentam carbono ligado a hidrogênio, e os compostos inorgânicos não. Deste modo, o ácido carbônico é inorgânico, entretanto, o ácido fórmico, o primeiro ácido carboxílico, é orgânico. O anidrido carbônico e o monóxido de carbono são compostos inorgânicos. Portanto, todas as moléculas orgânicas contêm carbono, porém nem todas as moléculas que tem carbono, são moléculas orgânicas.[2]

A etimologia da palavra "orgânico" significa que procede de "organos", relacionada com a vida, em oposição ao inorgânico que teria o significado de tudo que carece de vida.

Síntese de Wohler

Para os químicos antigos, as substâncias orgânicas eram provenientes de fontes animais ou vegetais, e as substâncias inorgânicas seriam aquelas de procedência mineral. Durante muitos anos acreditava-se que entre a química orgânica e a química inorgânica existia uma barreira intransponível. No princípio do século XIX, o químico alemão Friedrich A. Wöhler conseguiu sintetizar a ureia, um produto orgânico, a partir de substâncias inorgânicas (o cianato de amônio),[2] comprovando que tal divisão era totalmente artificial, algo que é completamente evidente na química moderna.

Índice

Hidrocarbonetos ou carbonetos de hidrogênioEditar

  • Hidrocarbonetos alifáticos saturados
4-metil octano (CAS 2216-34-4)
  ciclopentano (CAS 287-92-3)
  • Hidrocarbonetos etilénicos, etênicos, olefinas, alquenos ou alcenos.
    • Alcenos mono-insaturados
  3-metil non-2-eno (CAS 539-53-3)
buta-1,2-dieno ou metil aleno (CAS 590-19-2)
ciclopenteno (CAS 142-29-0)
  ciclopenta-1,3-dieno (CAS 742-92-7)
  • Hidrocarbonetos acetilenicos ou alcinos:
pent-2-ino (CAS 627-21-4)
  • Hidrocarbonetos aromáticos
  benzeno (CAS 71-43-2) H3x-c{o}   tolueno ou metil benzeno (nomenclatura oficial IUPAC) (CAS 108-88-3)

Funções orgânicas monovalentesEditar

Neste caso, função monovalente é aquela onde cada carbono em pauta é ligado só com um elemento só que não seja o próprio carbono ou o hidrogênio. as divalentes com dois, trivalentes com três e tetravalentes quatro

  1-bromo-heptano (CAS 629-04-9)
  3-bromo prop-1-eno (CAS 106-95-6)
  cloreto de fenila(usual) 1-cloro benzeno(oficial) (CAS 100-47-7)
  dimetil zinco (CAS 544-97-8)

Os derivados monovalentes com oxigênio

  butan-1-ol (CAS 71-36-3)


  1-hidroxi 4-metil benzeno ou para tolueno
  Éter etílico e metílico(usual) etóxi metano(Oficial IUPAC) (CAS 540-67-0)
  dietil sulfato (CAS 64-67-5)
  glicerol ou propan-1,2,3-triol (CAS 56-81-5)
  Óxido de etileno ou epoxietano (CAS 75-21-8)


Os derivados monovalentes com nitrogênio

  1-nitropropano (CAS 108-03-2)
  2-nitrosopropano (CAS 920-40-1)
  metil hidroxilamina (CAS 593-77-1)
  trimetilamina (CAS 75-50-3)
  anilina ou amino benzeno (CAS 62-53-3)
  • Acetais (e os hemi-cetais, os acétais, os hemi-acétais)
  1,1 dimetoxi etano (CAS 534-15-6)
 (CAS 6163-56-0)

As funções orgânicas divalentesEditar

  acetona ou propan-2-ona (CAS 67-64-1)
  benzoquinona (108-88-3)
  pentanal (CAS 110-62-3)
metilcetena (CAS 6004-44-0)
  acetaldimina (CAS 20729-41-3)
  isopropilideneazanol ou propan-2-ona, oxima (CAS 127-06-0)
  • Cetonas a-ß-insaturadas
  3 penteno-2-ona (CAS 625-33-2)

As funções orgânicas trivalentesEditar

As funções orgânicas tetravalentesEditar

Os derivados não saturadosEditar

Os compostos aromáticosEditar

Os compostos aromáticos contêm um ciclo de átomos de carbono de típo do benzeno ou similar. Se o ciclo contêm um outro elemento que o carbono, fala-se de heterociclo.

OutrosEditar

Podemos também citar os compostos incluídos em outros ramos da química:

* Os polímeros
* Os compostos organo-metálicos

todos os seres químicos existentes incluindo o petróleo.

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c Líria Alves. «caracteristicas gerais dos compostos organicos». R7. Brasil Escola 
  2. a b c Júlio César Lima Lira. «Síntese Orgânica». InfoEscola 

BibliografiaEditar

  Este artigo sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.